domingo, 21 julho 2024
Whatsapp | (24)99202-0053

Política

Marcelo quer prioridade para pessoas com deficiência

PCDs terão seus direitos garantidos em carta de intenções, diz pré-candidato

20/03/2024 15:54:56

A carta de intenções elaborada pelo pré-candidato a prefeito de Barra Mansa, o ex-deputado estadual Marcelo Cabeleireiro (União Brasil), ganhou mais um destaque: a prioridade nas ações destinadas a melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência (PCDs). O documento, elaborado pela equipe técnica do pré-candidato, será enviado aos demais concorrentes à eleição municipal em outubro, e voltou a ser tema de entrevista de rádio concedida por ele nesta quarta-feira (20).

A falta de rampas de acesso aos estabelecimentos, piso podo tátil, calçadas adequadas e elevadores adaptados para pessoas com deficiência, são alguns itens listados. “A maioria das ruas de nossa cidade não tem calçadas adaptadas para cadeirantes, nem mesmo o piso que serve para orientar pessoas com deficiência”, disse Marcelo.

A situação se agrava, ainda de acordo ele, em relação aos acessos aos edifícios, cuja maioria não tem rampa nem elevadores adaptados. “Quando fui presidente da Comissão de Pessoas com Deficiência na Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), uma das minhas principais lutas foi a obrigatoriedade de se construir prédios com atenção às necessidades das pessoas com deficiência”, completou o ex-deputado, lembrando que “todos tem o direito de circular pela cidade”.

A carta de intenções lista ainda propostas que podem ajudar a melhorar a mobilidade urbana das pessoas com deficiência, como ampliação de calçadas regulares e com piso tátil, adaptação de semáforos, construção de rampas e escadas em prédios públicos e particulares, aliados à política de mobilidade inclusiva.

Autistas - A inclusão de crianças autistas na rotina escolar ganha um capítulo especial na carta de intenções. O documento aponta que esta inclusão, realizada de forma adequada, traz diversos benefícios, como melhoria na socialização, desenvolvimento da autoestima, aprendizado acadêmico, autonomia, entre outras áreas importantes, do desenvolvimento infantil.

O documento sugere ainda a implantação de novas unidades da chamada Casa Azul, nas demais localidades da cidade. A unidade, que funciona atualmente na Colônia Santo Antônio, é destinada a atender crianças com autismo, mas, segundo o pré-candidato do União Brasil, se torna inviável para quem não mora perto.

“Quando falamos em inclusão, logo pensamos nas crianças com deficiência. No entanto, temos que praticá-la com todos os alunos, visto que toda criança tem necessidades e tempos de aprendizagem diferentes. No caso dos autistas, inclusão promove novos desafios, pois o espectro é amplo - os sintomas, a gravidade e as características das crianças também são distintos. Por isso, é fundamental conhecer cada aluno, mantendo uma comunicação aberta com a família e com os profissionais que o atendam fora da escola”, ressalta Marcelo.

O pré-candidato lembra ainda que a inclusão do autista em sala de aula exige preparativos, como criar e manter uma rotina, promover a adaptação do autista ao ambiente, evitar ruídos altos em sala de aula, usar os interesses da criança nas atividades, dar orientações claras e usar recursos visuais e promover atividades coletivas. (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

19:39 Política