sexta-feira, 14 maio 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Saúde

VR vai concentrar vacinação em idosos após cumprimento de metas

31/03/2021 13:28:10

A prefeitura de Volta Redonda definiu permanecer na estratégia de concentrar a vacinação contra a Covid-19 em idosos. A proposta é aproveitar as novas remessas vindas do Ministério da Saúde para atingir o mais rápido possível o grupo de 60 anos. Nesta quarta-feira (31) estão sendo vacinadas pessoas de 71 anos. O calendário com as datas e idades, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, será informado diariamente pela prefeitura, conforme for acontecendo a entrega de mais lotes de vacinas.

De acordo com o médico sanitarista e coordenador da Vigilância em Saúde, Carlos Vasconcellos, o novo calendário unificado de orientação aos municípios definido pelo governo do estado não altera a estratégia de vacinação que prioriza os idosos em Volta Redonda. Isso será possível, de acordo com ele, pelo fato de a cidade já ter superado a meta relacionada aos profissionais de saúde.

“Em Volta Redonda, a Secretaria Municipal de Saúde entende que a prioridade agora é garantir a vacinação de todas as pessoas acima de 60 anos, porque são os de maior risco na ocorrência de casos graves e estarem entre os que mais demandam as internações hospitalares”, disse.

No Grupo I de prioridades falta vacinar pessoas com faixa etária entre 60 e 71 anos (estimativa de 27 mil pessoas) e profissionais de saúde fora da linha de frente (estimativa de mil pessoas). A medida considera o aumento de casos suspeitos e confirmados de Covid-19 e o atual perfil de internação hospitalar, que é mais frequente em pessoas entre 50 e 70 anos.

ATENDIMENTO A PROFISSIONAIS DE SAÚDE - O coordenador explica que a vacinação já foi disponibilizada a profissionais de todos os hospitais públicos e privados da cidade que atendem Covid-19, unidades de saúde, além de três períodos em que os profissionais de saúde que residam ou atuam em Volta Redonda, tiveram oportunidade de se vacinar. Ainda de acordo com o médico, até o dia 29 de março, 8.156 trabalhadores da área de saúde, moradores de Volta Redonda, foram vacinados. A meta mínima do governo do estado era de 5,6 mil doses. 

“Já superamos a meta de vacinação, conforme as estimativas do estado para o grupo de profissionais de saúde. Fomos além, porque no início tivemos que assumir a vacinação dos profissionais do Hospital Regional, que fica em Volta Redonda e, posteriormente, o governo do estado entendeu que era necessário cobrir essas doses aplicadas, para que retornassem à população de Volta Redonda”, acrescentou o sanitarista.

Após a vacinação do público acima de 60 anos será retomada a vacinação dos profissionais e estudantes da área de saúde. Serão considerados primeiro os profissionais com maior risco de contrair a doença. Os que estagiam na linha de frente da Covid serão priorizados mediante indicação e comprovação das instituições de ensino e dos hospitais. Os demais que fazem estágio terão oportunidade junto aos profissionais que faltam tomar a vacina, após atingir todos os acima de 60 anos. Já os profissionais de segurança que atuam na saúde na cidade (ambulâncias do Samu e bombeiros) já tiveram a oportunidade de se vacinar, segundo a prefeitura. Os demais serão vacinados, caso atuem ou residam em Volta Redonda, após a vacinação dos que têm mais de 60 anos.

PESSOAS COM COMORBIDADES – As pessoas com comorbidades graves, conforme definição do Ministério da Saúde, serão priorizadas dentro da faixa acima de 60 anos inicialmente. Abaixo desta idade, as pessoas serão identificadas e, caso sejam de alto risco, serão vacinados a seguir, assegura a Secretaria de Saúde.

2ª DOSE – A Secretaria de Saúde alerta que, para garantir a imunização, é fundamental ficar atento à data de retorno para tomar a segunda dose. No caso da CoronaVac, a aplicação deve ocorrer entre 14 e 28 dias após a primeira dose. Diariamente a prefeitura divulga o público que receberá a segunda dose. No cartão entregue no dia da primeira dose também consta a data de retorno.

A secretaria explica que programa a data geralmente para os 21 dias após a vacinação para garantir a segunda dose no prazo, em caso de atrasos no recebimento das doses repassadas pelo Ministério da Saúde. Para a vacina Astrazeneca, a segunda dose deve ser feita 12 semanas após a primeira dose. Qualquer pessoa que recebeu a primeira dose e por algum motivo ficou sem a segunda no tempo previsto, deve procurar a unidade de saúde onde se vacinou. (Foto: Arquivo)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

16:56 Educação