segunda-feira, 26 fevereiro 2024
Whatsapp | (24)99901-1961

Cultura

Vassouras é declarada ‘capital da harpa’ no Brasil

06/12/2023 12:43:20

O Programa Integração pela Música (PIM), de Vassouras, recebeu no último fim de semana visita do Cônsul Geral da Irlanda, Eoin Bennis, que sugeriu a declaração da cidade como “capital da harpa” no Brasil. A sugestão foi feita por ele ao tomar conhecimento do trabalho realizado pelo PIM, em especial pela professora de harpa Rayana do Val, com seus 153 alunos.

Bennis contou que, apesar de a harpa ser o instrumento símbolo da Irlanda, em nenhuma cidade de seu país existem tantos alunos de harpa quanto em Vassouras. Assim, houve a solicitação para que fosse enviado à Câmara de Vereadores um projeto de lei declarando Vassouras capital da harpa. A partir dessa data, através da articulação de Mauricio Kinoshita, da Regional Cultural Officer, Latin America and the Caribbean, as relações foram ampliadas com o consulado da Irlanda, inclusive com participação no evento “Harp Day”, realizado pelo Instituto Harp Ireland com harpistas de vários países, incluindo alunos e a professora de harpa do PIM.

Em uma das reuniões, foi sugerida ainda uma segunda visita do cônsul para um acompanhar um concerto com a Orquestra do PIM, executando músicas brasileiras e irlandesas. O convite foi aceito e teve a adesão da embaixadora da Irlanda no Brasil, Fiona Flood.

A apresentação, realizada na última sexta-feira (1º) no auditório do PIM, foi marcada com emoção e surpresas. A embaixadora Fionna Flood esclareceu “que políticas que apoiam a educação dos jovens, especialmente como harpistas, cria uma conexão muito profunda com a Irlanda, pois a harpa é nosso símbolo nacional do país”.

- Há centenas de anos, os harpistas eram as pessoas mais importantes do gênero irlandês e para ser um harpista, precisam de décadas de estudo. Por esta razão a história gira tanto em torno da harpa. Antes da independência, os harpistas foram símbolo da rebelião e a harpa tornou-se símbolo da independência. Por um tempo era ilegal tocar harpa na Irlanda porque era símbolo da rebelião, então na verdade, o PIM está criando realeza e rebeldia ao mesmo tempo”, disse a embaixadora.

Um momento tocante do concerto foi destacado pelo cônsul. Eoin Bennis presentou o PIM com três baby harpas, nas cores verde, branco e laranja, as mesmas da bandeira da Irlanda. “Este é um presente para vocês. Quero voltar daqui a 20, 30 anos e, no futuro, vocês estarão tocando  uma harpa grande’.’

Aproximadamente 300 pessoas participaram do concerto realizado no sábado (2) pela manhã na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, com o objetivo de oficializar Vassouras como capital da harpa no Brasil.

O evento contou com a participação do prefeito Severino Ananias Filho, da vice Rosi Silva e da subsecretária Cláudia Viana, representando a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, Danielle Barros.

O concerto teve a participação de alunos integrantes do projeto “PIM nas Escolas”, Magally Sayão – com alunos de harpa; Thiago Costa – flauta e clarineta; José Abel Machado de Massambará – instrumentos de metais e percussão; e Pestalozzi – com alunos de musicalização e canto coral -, além da orquestra, banda e professores do PIM, sob a regência do maestro e idealizador do programa, Cláudio Moreira.

No encerramento foi realizada a assinatura da lei pelo prefeito Severino Ananias Dias. Ele anunciou que vai ser enviado à Câmara projeto de lei tornando o ensino de música obrigatório em todas as escolas da rede municipal. O cônsul e a embaixadora da Irlanda também “assinaram” a lei. (Foto: Divulgação)

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

08:55 Cidades