segunda-feira, 27 junho 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Pessoas em situação de rua concluem cursos em VR

22/06/2022 14:34:33

Uma cerimônia na manhã desta quarta-feira (22), no Clube Comercial, marcou a conclusão do projeto “Cidadão VR” para 17 pessoas em situação de rua que receberam qualificação profissional e escolaridade da prefeitura de Volta Redonda. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Ação Comunitária, junto com a Secretaria Municipal de Educação e a Fundação Educacional de Volta Redonda (Fevre). Os participantes foram atendidos pelo Centro Pop e pelo Abrigo Municipal Seu Nadin.

Os cursos de qualificação profissional para pintor predial, pedreiro de acabamento e pedreiro de alvenaria tiveram a duração de três meses. As aulas foram ministradas no Centro de Qualificação Profissional (CQP), no bairro Aero Clube. Já a escolaridade dos participantes foi estruturada com aulas de nivelamento para classificação e inserção dos alunos nas escolas do município, que oferecem a Educação de Jovens e Adultos (EJA), proporcionando a eles continuidade dos estudos.

“Antes de me inscrever nesse projeto, eu estava numa fase muito difícil, passando por uma depressão. Quando surgiu a oportunidade, eu abracei. No início pensei em desistir do curso, mas com a ajuda de toda equipe do Centro Pop, do abrigo e do CQP, consegui chegar até aqui.  Há muitos anos eu não me sentia acolhido, não ganhava um abraço. Hoje estou comemorando essa mudança de vida, com a cabeça diferente e com perspectiva de trabalho. É uma vitória e tanto”, afirmou Maurício dos Santos, escolhido orador da turma.

A secretária municipal de Ação Comunitária, Carla Duarte, destacou que o projeto resgata a cidadania e promove a reinserção dos participantes no mercado de trabalho.

 

 

Durante a realização do projeto, no período da manhã foram realizadas as aulas da Educação para Jovens e Adultos (EJA), que serviram como preparação para continuidade dos estudos dos alunos. Após a finalização do EJA, 12 deles vão iniciar os estudos na Escola Municipal Júlio Caruso. No período da tarde eles participaram dos cursos de qualificação profissional de pintor predial, pedreiro de acabamento e pedreiro de alvenaria.

Durante os meses de duração dos cursos, a Ação Social forneceu subsídio financeiro no valor de meio salário-mínimo para aqueles que estavam fazendo o EJA e a qualificação profissional. Já para os alunos que participaram somente dos cursos de qualificação profissional, o valor era de um quarto do salário-mínimo. (Foto: Geraldo Gonçalves)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

11:59 Cidades