quinta-feira, 13 maio 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Novo governo pede suspensão de intervenção no HSJB

Neto quer que Faria assuma imediatamente a administração

30/12/2020 08:20:40

O prefeito eleito de Volta Redonda Antônio Francisco Neto anunciou nesta quarta-feira (30) que vai pedir à Justiça que suspenda a intervenção no Hospital São João Batista, decretada no último dia 19 de novembro pelo prazo de 180 dias. Segundo ele, o pedido a ser encaminhado ao juiz da 5ª Vara Cível, Alexandre Custodio Pontual, que ordenou a medida, será para que a intervenção seja interrompida a partir do dia 4 de janeiro, quando ele espera que o vice-prefeito eleito, Sebastião Faria, possa assumir a administração do hospital – função que já exerceu em seus governos anteriores.

“Esperamos que, assumindo a administração, possamos fazer o hospital voltar a funcionar normalmente o mais breve possível”, disse Neto em entrevista ao radialista Dário de Paula. Segundo ele, “é muito delicada” a situação do HSJB.

A intervenção foi determinada pelo juiz diante da instabilidade administrativa que passou a refletir no atendimento à população. O HSJB estava sendo administrado pela AFNE (Associação Filantrópica Nova Esperança). O atual governo rompeu o contrato após a organização social ter seu nome envolvido nas suspeitas de desvios de recursos da saúde no estado, que levaram ao afastamento do governador Wilson Witzel.

PREOCUPAÇÕES – Neto tornou a dizer que está muito preocupado com o quadro financeiro do município. Ele revelou que, devido à isso e às dificuldades gerais causadas pela pandemia de Covid-19 está tendo dificuldades de definir quem será o secretário municipal de Fazenda. Acrescentou ter tentado “prestigiar” a categoria de contadores da cidade, indicando um nome de sua confiança para o cargo, mas não obteve sucesso. Ele reafirmou que desejava ter também na Fazenda seu ex-secretário José Carlos de Abreu, mas atendeu ao pedido do prefeito Fernando Jordão, de Angra dos Reis, onde ele está atuando atualmente, para não trazê-lo para Volta Redonda.

De acordo com Neto, pelas informações recebidas da comissão de transição, a prefeitura já tem R$ 78 milhões para pagar só de empenhos de 2020. “E acho que neste montante não está a Light, cuja dívida é de R$ 30 milhões”, declarou.

COVID-19 - O prefeito eleito antecipou que, na primeira semana do governo, vai editar um decreto voltado para a prevenção ao novo coronavírus. Segundo ele, bares e restaurantes poderão funcionar até 24 horas, mas com forte fiscalização da Guarda Municipal de Volta Redonda para que as medidas sanitárias - como uso de máscara, álcool em gel e medição de temperatura - sejam cumpridas.

"Quem não cumprir, vamos advertir, multar e fechar", afirmou Neto, que se disse contra bloquear o acesso de pessoas de fora a Volta Redonda por causa da Covid-19. Disse também que, tão logo haja vacina disponível, a cidade se mobilizará para iniciar a imunização "de todo mundo".

EQUIPE - Ainda nesta quarta-feira, Neto divulgou que o secretario municipal de Transporte e Mobilidade Urbana será mesmo Paulo Barenco, enquanto o novo diretor do IPPU (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano) será Abimailton Pratti.

Informou também que o ex-deputado federal Deley de Oliveira fará parte de sua assessoria especial, assim como o professor José Eduardo Cardoso, seu ex-secretário de Cultura. Quando puder se desvincular da Secretaria de Fazenda de Angra, José Carlos de Abreu também deverá fazer parte da assessoria do gabinete do prefeito.

Atualizada às 8h45min

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

12:54 Cidades