quarta-feira, 12 junho 2024
Whatsapp | (24)99901-1961

Polícia

Motorista acusado de agredir passageira e filha é desligado de plataforma, diz Deam

Ele será intimado a depor sobre os fatos

03/04/2024 10:22:38

O motorista de aplicativo acusado de agressão por uma cabeleireira de 37 anos, foi removido das duas plataformas pelas quais atendia. A informação foi dada na manhã desta quarta-feira (3) pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Volta Redonda. Segundo a polícia, ele atua por duas plataformas, uma delas a 99, pelo qual o fato ocorreu. No entanto, a informação obtida pelo FOCO REGIONAL é de que a outra plataforma não tomou a mesma medida, pois não teria sido notificada. O motorista, também de acordo com a polícia, foi localizado no início da tarde e conduzido à Deam para ser ouvido. 

O fato ocorreu no último domingo (31), após um desentendimento sobre o trajeto entre o motorista e a irmã da cabeleireira, numa corrida solicitada do Retiro até o Eucaliptal, onde moram as vítimas. Antes de arrancar à força a cabeleireira e sua filha de 5 anos, que chegaram a ser arrastadas pelo chão depois de serem retiradas do veículo, na Rua 2, no Conforto, o motorista já tinha parado seu Voyage na Rua 238, exigindo que todos saíssem do carro.

A irmã e uma sobrinha da cabeleireira, além de um amigo delas, saíram do carro, mas a vítima disse que permaneceu porque tentava acalmar a filha. Ele então, segundo relatado no boletim de ocorrência, saiu com o carro e parou mais à frente, já na outra rua, onde uma câmera de segurança registrou o momento em que mãe e filha foram retiradas do carro (veja abaixo).

A cabeleireira e sua filha sofreram escoriações e foram atendidas no Hospital Doutor Nelson Gonçalves (antigo Cais Aterrado). O par de chinelos da menina ainda ficou no carro.

Em nota, a 99 disse lamentar “profundamente” o caso. “Assim que a denúncia foi registrada em sua Central de Segurança, a empresa bloqueou preventivamente o agressor na plataforma enquanto as autoridades apuram o caso e mobilizou uma equipe que busca contato com a passageira para oferecer acolhimento e informações para o acionamento do seguro para cobertura de despesas médicas. A empresa está disponível para colaborar com as investigações das autoridades.

A companhia reforça que o respeito mútuo é obrigatório para a utilização do app e que possui uma política de tolerância zero para atitudes ofensivas ou agressivas e quaisquer outras formas de violência. Por isso, investe em segurança e conscientização por meio de iniciativas como a do Guia da Comunidade 99, que divulga orientações sobre como agir e quais comportamentos não são aceitos na plataforma”.

Embora a vítima tenha informado o nome do motorista na delegacia, não há qualquer dado que permita contato com ele. O espaço também segue aberto caso ele queira se manifestar.

Atualizada às 12h13min

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

11:41 Cidades