sábado, 16 outubro 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Polícia

GMVR abre sindicância para apurar caso ocorrido na Vila

Comissão terá de apresentar conclusão em 15 dias

16/09/2021 17:48:09

O comandante da Guarda Municipal de Volta Redonda, João Batista dos Reis, instaurou nesta quinta-feira (16) uma Comissão de Sindicância interna para apurar a conduta de agentes da corporação no caso envolvendo dois homens, na tarde da quarta-feira (15), na Vila Santa Cecília. A comissão deverá apontar uma conclusão no prazo de 15 dias sobre, como se manifestou inicialmente a GMVR, “eventuais excessos” dos agentes.

Imagens gravadas por populares que presenciaram os fatos mostram um dos guardas desfechando golpes de cassetete contra um dos homens, que estava no chão, aparentemente já dominado por outro colega. Na delegacia de polícia, para onde os dois homens foram levados, o caso foi registrado como desacato, ameaça, desobediência e lesão corporal.

Em seu depoimento, o guarda afirmou que foi ameaçado de morte por um dos homens quando se encontrava no interior de uma lanchonete no Largo Nove de Abril. Segundo sua versão, ao vê-lo, o homem entrou no estabelecimento e o teria ameaçado de morte, “que iria enchê-lo de tiro”, xingando o agente em seguida. Foi neste momento, disse o guarda, que ele se levantou, sacou as algemas e foi atrás do homem para detê-lo e o conduzir à delegacia.

Imagens internas da lanchonete, sem áudio, mostram o guarda municipal na mesa nos fundos do estabelecimento e o homem se dirigindo a ele, algumas vezes com o dedo em riste. Ele se afasta, mas reaparece logo depois, desta vez acompanhado pelo outro detido. Este, num dado momento, retira o rapaz do local, até que o guarda interrompe o lanche e se levanta repentinamente, indo atrás dos dois.

A confusão começou do lado de fora entre o agente e os dois homens, até que outros guardas apareceram. Foi então que, com o homem no chão, o guarda desferiu os golpes de cassetete.

Na delegacia, o agente relatou que já ter sido desacatado outras vezes antes do episódio, pelo mesmo homem, mas que relevou. Ao depor, o guarda deixou clara a intenção de representar criminalmente contra o homem.

O FOCO REGIONAL não teve acesso à versão do homem agredido. Ele seria ouvido à parte. Não se sabe se ele e o outro constituíram advogado.

A Comissão de Direitos Humanos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) informou que se inteiraria do caso, mas seu presidente, Thalles de Medeiros, de antemão condenou a agressão. Ele classificou o vídeo de "estarrecedor".

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:29 Nacional