domingo, 21 julho 2024
Whatsapp | (24)99202-0053

Esporte

Em jogo pavoroso, Voltaço perde para o Athletic e está fora da Copa do Brasil

27/02/2024 21:18:56

Em uma partida pavorosa do ponto de vista técnico, o Volta Redonda foi eliminado da Copa do Brasil de 2024 logo em sua estreia, ao ser derrotado pelo Athletic, de São João del-Rei, em Minas Gerais, na noite desta terça-feira (27). O gol que eliminou o Tricolor de Aço da competição milionária saiu no primeiro tempo e foi marcado por Robert Santos, no primeiro tempo. A eliminação precoce custou ao Volta Redonda R$ 945 mil, valor pago pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) aos times que avançaram para a segunda fase.

O jogo foi disputado no Estádio Jaime Portugal. Melhor colocado no Ranking Nacional de Clubes, o Volta Redonda tinha a vantagem do empate, mas em nenhum momento fez jus a um resultado diferente, nem mesmo o empate. O time comandado por Rogério Corrêa não lembrou aquele que, apesar da derrota de 2 a 1 para o Vasco, em Cariacica (ES), no último sábado (24), teve uma boa apresentação.

Num início de ano para ser esquecido, o time entra em campo no próximo domingo (3) na última rodada do Campeonato Carioca (Taça Guanabara), contra o Nova Iguaçu, domingo, às 18h10min, no Estádio Raulino de Oliveira. A equipe terá que se contentar com a disputa da Copa Rio.

Falso domínio – O Volta Redonda até que começou o jogo no Estádio Joaquim Portugal ocupando o campo ofensivo, mesmo sem criar grandes oportunidades de abrir o placar. Mas, tecnicamente mais fraco, coube ao time da casa organizar a primeira chance, numa jogada pelo lado direito do ataque, aos 8 minutos. Porém, a finalização do atacante Weliton Torrão foi fraca, facilitando o trabalho do goleiro Paulo Henrique.

A partir daí, no entanto, o jogo teve uma sucessão de passes errados e faltas. Aparentemente mais bem colocado em campo, o Volta Redonda acabou surpreendido aos 22 minutos, quando o Athletic abriu o placar numa sequência de falhas da defesa do Esquadrão de Aço. A bola foi lançada na área, a zaga rebateu mal e a bola sobrou para Robert Santos, fora da grande área. Ele bateu de primeira, meio que de trivela. Houve o desvio em Sanchez e a bola entrou no canto direito de Paulo Henrique, fazendo 1 a 0.

A partir daí, o Volta Redonda, que já apresentava dificuldades de transformar o domínio em gols, começou a desandar. A rigor, somente aos 28 chegou com perigo, quando a bola foi lançada na área e o goleiro Lucas Passarelli rebateu. O ataque tentou finalizar por duas vezes seguidas, mas a bola acabou saindo pela linha de fundo, com os jogadores do Voltaço reclamando de um possível toque de mão na bola de um zagueiro. Sem VAR, a árbitra Edina Alves Batista (SP) mandou o jogo seguir.

Com a desvantagem, o Volta Redonda ficou naquela sinuca de bico: sair com tudo para buscar o empate, mas correr o risco de ver os donos da casa ampliarem o marcador e a situação ficar ainda mais difícil.

Resultado: o time seguiu tocando bola na intermediária do Athletic, mas sem conseguir espaço na zaga adversária que permitisse a finalização. Melhor para o time mineiro, que foi com a vantagem para o intervalo depois de desperdiçar a chance de fazer o segundo aos 43, outra vez com Rafael Conceição. O atacante chutou fraco, em cima de Paulo Henrique.

Desordenado - Ciente do risco que corria de ser eliminado, o Voltaço retornou para o segundo tempo ainda com mais disposição e até teve a chance de empatar logo aos 4 minutos: após uma tabela pela esquerda com Robinho, MV recebeu em boa posição na área, pela esquerda, mas finalizou mão, direto nas mãos do goleiro do Athletic.

O time da casa, em sua segunda participação na Copa do Brasil – foi eliminado logo na primeira partida na vez anterior – já previa uma tentativa de pressão do Voltaço. E, sendo assim, priorizou ainda mais a defesa diante de um adversário que, mesmo com as mudanças feitas por Rogério Corrêa, se mostrou completamente desordenado.

Aos 26, MV achou Cristiano dentro da área, o goleiro Passarelli saiu mal, mas ainda conseguiu afastar a bola. No lance, ele acabou se contundindo e foi substituído por Rodrigo Bazílio.

E foi o reserva que, já nos minutos finais brilhou com uma grande defesa em finalização de Riquelmo. O goleiro desviou a bola, que bateu no travessão e pegou de volta na pequena área.

Foi muito suor para pouca técnica. O Voltaço está fora da Copa do Brasil e com sinal de alerta para a Série C do Brasileiro que vem aí. (Foto: Athletic Clube / Fernanda Trindade)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

08:01 Nacional