terça-feira, 18 maio 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Esporte

Copa do Brasil: Voltaço abre 3 a 0, sofre empate e perde nos pênaltis

07/04/2021 18:31:51

Parecia que a tarde desta quarta-feira (7) seria de pura festa para a torcida do Voltaço. Jogando no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro (BA), pela Copa do Brasil, o Tricolor de Aço deu a impressão que bateria o Juazeirense com facilidade e passaria à terceira fase da competição. Mas o sonho acabou em pesadelo.

Depois de fazer 3 a 0 no primeiro tempo, o time não conseguiu resistir à pressão da equipe local, sofreu o empate e acabou eliminado, por 4 a 2, na disputa por pênaltis. Além da derrota em campo, o clube deixou de embolsar R$ 675 mil de prêmio.

Agora, as atenções do time ficam voltadas apenas para o Campeonato Carioca, no qual vem se destacando, dividindo a liderança com o Flamengo. O time volta a campo no sábado (10) para enfrentar o Botafogo, às 21h05min.

PARECIA FÁCIL - Mal a bola rolou e o Tricolor de Aço abriu o placar. Aos 4 minutos, o time ganhou um escanteio e a bola foi tocada curta para Alef Manga, que cruzou para a área. Luiz Paulo entrou de surpresa e, com um leve toque, fez 1 a 0.

O Juazeirense não havia se refeito do golpe quando veio o segundo. Aos 9, na cobrança de uma falta, a bola foi levantada na área e o zagueiro Gabriel Pereira mandou de cabeça para cravar 2 a 0.

Aos 17, foi a vez de Alef Manga deixar o dele. Depois de receber na entrada da área, ele se livrou de um adversário e, de perna esquerda, bateu forte para fazer 3 a 0.

Como era de se esperar, o técnico Givanildo Salves tratou de mexer no Juazeirense, colocando em campo Wendell e Kanu, este considerado a maior contratação da história do clube, fundado em 2006. Saíram o zagueiro Dedé e o volante Patrick. E só então, aos 32 minutos, o time da casa chegou com algum perigo justamente em jogada de Kanu e conclusão de Elcarlos, que o goleiro Andrey defendeu. Sete minutos depois, Kanu novamente incomodou, mas a bolça cabeceada por ele foi direto nas mãos de Andrey.

DESASTRE – Veio o segundo tempo e, mais desesperado do que organizado, o Juazeirense partiu com tudo para tentar ao menos chegar ao empate e levar a decisão da vaga para os pênaltis. E a esperança começou logo aos 9 minutos, quando diminuiu o placar: Kesley  achou Sapé, que acertou a trave. Daniel, que vinha acompanhando, mandou para o fundo da rede.

O jogo continuou movimentado e, aos 19, foi a vez do goleiro Rodrigo Calaça brilhar com duas grandes defesas seguidas, em chutes de MV e Manga.

Só que, aos 21, a torcida do Voltaço sentiu que seria mais um fim de tarde de sofrimento: Na cobrança de um escanteio, Wendel usou a cabeça para diminuir para 3 a 2.

Aí o jogo ferveu de vez.

Tão disputado ficou que o goleiro Andrey acabou se machucando ao dividir uma bola com o atacante Elcarlos. Enquanto o goleiro reclamava de dores, o jogador do Juazeirense reclama de pênalti, o que foi ignorado pela arbitragem. Andrey deixou o campo de ambulância e o reserva Vinícius foi para o jogo.

Depois que a bola voltou a rolar, o Juazeirense deu sorte num chutaço de Bruno Barra: a bola só não entrou porque desviou num zagueiro e saiu pela linha de fundo.

Devido às substituições e paralisações para atendimento ao goleiro do Tricolor de Aço, o árbitro cravou mais 10 minutos de compensação. O Voltaço teve a chance de matar o jogo aos 46, quando Alef Manga recebeu bem colocado, mas finalizou mal.

E aí veio o castigo. Aos 51, Kanu fez jus ao investimento feito em sua contratação pelo Juazeirense. O meia recebeu bem colocado e finalizou sem chances para Vinícius.

Com o placar de 3 a 3, a decisão da vaga foi para os pênaltis. O lateral Marcinho e o atacante Alef Manga erraram na cobrança e o Juazeiense ficou com a vaga.(Foto: André Moreira)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:08 Polícia