segunda-feira, 22 julho 2024
Whatsapp | (24)99202-0053

Política

Consumidores pagaram R$ 294,4 milhões por cobrança indevida de água, diz deputado

Jari cobra informações de agência reguladora do estado

24/05/2024 12:26:12

As concessionárias de água praticaram reajuste irregular de tarifa e receberam antecipadamente R$ 294,4 milhões, no período entre novembro de 2021 e abril de 2022. A denúncia foi feita pelo deputado estadual Jari Oliveira (PSB), presidente da Comissão de Saneamento Ambiental da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo ele, a cobrança, conforme regra contratual, só poderia ser realizada a partir do final de abril de 2022, doze meses após a data da proposta do serviço – 27 de abril de 2021. O deputado observa defende que a população receba descontos nas próximas contas ou seja ressarcida:

“O serviço de água e esgoto é um dos que mais recebem queixas por parte da população, principalmente nos meses de verão, justamente quando o consumo é maior e a cobrança foi realizada. Cobraremos que a população receba o que pagou e vamos continuar exigindo que a população tenha serviços de qualidade”, disse o parlamentar, afirmando ainda que o reajuste autorizado pela Agenersa (Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro) foi de 9,8% a cada mês do período, atingindo a população da Baixada Fluminense, dos bairros das zonas Norte, Sul, Oeste, Barra da Tijuca e Centro do Rio de Janeiro, além de “diversas cidades” do estado.

Os dados foram apresentados na reunião extraordinária da Comissão de Saneamento Ambiental na quinta-feira (23), que teve a participação da agência e dos comitês de monitoramento dos quatro blocos da concessão.

Durante a reunião, Jari entregou em mãos ao procurador da Agenersa um ofício cobrando informações sobre as divergências apresentadas por ele, dando prazo de 30 dias para repostas. “Vamos aguardar o posicionamento do órgão diante do apresentado para definir nossas ações futuras”, afirmou o deputado.

O FOCO REGIONAL procurou a agência através de sua assessoria de imprensa solicitando informações a respeito da denúncia do deputado, mas não recebeu resposta até o momento desta publicação. Havendo retorno, a posição será acrescentada a este texto. (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

19:19 Polícia