domingo, 05 dezembro 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Polícia

Angra está entre as 10 cidades com maior taxa de mortes de negros em intervenções policiais

23/11/2021 06:57:41

Angra dos Reis está entre as 10 cidades do país com as maiores taxas de pessoas negras mortas em ações policiais. O levantamento foi feito pelo portal Uol, com base em dados de 2020 coletados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. No ranking, a cidade do litoral Sul Fluminense aparece na terceira colocação, superada apenas por Santo Antônio de Jesus, na Bahia, e Japeri, na Baixada Fluminense.

Angra está à frente de São Gonçalo, que foi alçada ao noticiário nacional na segunda-feira (22), quando oito corpos foram encontrados em um manguezal após a morte de um policial militar no sábado (20), num confronto da PM com traficantes.

A taxa atribuída à cidade da chamada Costa Verde é de 14 mortes por 100 mil habitantes. São Gonçalo, a quarta colocada, aparece com 12,7. A cidade baiana que lidera a lista com 15,6, enquanto Japeri aparece com 14,2.

A reportagem explica que a lista foi elaborada com base no cruzamento entre as mortes de pessoas negras em ações policiais e a população dos municípios onde ocorreram os crimes. Foram considerados apenas as cidades com mais de 100 mil habitantes. Na lista das 10 cidades, oito são do estado do Rio e Angra dos Reis é a única do interior. As demais são todas da região metropolitana do Rio: São Gonçalo, Japeri, Itaguaí, Belford Roxo, Queimados, Mesquita e São João de Meriti.

No ano passado, no Brasil, foram registradas 5.092 mortes de pessoas negras em intervenções policiais. As mortes de negros equivalem a 78,9% das 6.416 mortes de 2020, o maior índice de letalidade policial desde 2013, quando a pesquisa começou a ser registrada pelo Anuário de Segurança Pública, divulgado em julho deste ano. O estado com o maior número absoluto de mortes decorrentes de intervenção policial continua sendo o Rio de Janeiro: foram 1.245 pessoas mortas pela polícia em 2020.

O sociólogo David Marques, coordenador de projetos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, atribui a presença das cidades do Rio na lista aos confrontos constantes entre as forças de segurança e o crime organizado, que tem avançado nos últimos anos para os municípios da Baixada Fluminense. Segundo ele, essa postura reflete uma política de enfrentamento, sustentada pelo próprio poder público.

"Existe uma aposta contínua na ideia de que a polícia tem que subir e descer morro trocando tiro. Com isso, estamos vendo o crescimento das mortes sem que ocorra, necessariamente, o enfraquecimento do tráfico ou das milícias", disse ele ao Uol.

A respeito do ranking, a Polícia Militar do Rio de Janeiro relacionou os altos índices de mortes de negros em suas ações à atuação delas junto ao crime organizado. Segundo a corporação, os números refletem um "quadro de desigualdade social", que faz com que as pessoas negras sejam mais "propensas" a serem arregimentadas pelo crime. Segundo a PM, não há “qualquer viés racial” nas suas ações.  (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:36 Cidades

close