terça-feira, 17 maio 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Dom Francisco Biasin assume diocese Barra do Piraí-Volta Redonda

29/09/2011 16:45:14

O bispo Francisco Biasin, de 67 anos, assumiu neste domingo a Diocese Barra do Piraí-Volta Redonda, como novo chefe da Igreja Católica na região Sul Fluminense, onde vai comandar 350 comunidades em 12 municípios. A sucessão de dom João Maria Messi, realizada Ilha São João, reuniu cerca de oito mil pessoas, na avaliação dos organizadores.

Dom Francisco veio de Pesqueira, cidade do agreste pernambucano, onde estava havia oito anos, para voltar ao estado do Rio de Janeiro. Italiano, começou a vida religiosa no Brasil como padre na Baixada Fluminense, nas cidades de Duque de Caxias, Itaguaí e Nova Iguaçu, antes de ser responsável pela cúria do interior nordestino.

“Estou com o meu coração aberto para Volta Redonda e Barra do Piraí. Estou começando tudo de novo”, afirmou Biasin. Mostrando o seu prestigio por onde passou, Volta Redonda recebeu caravanas de Pernambuco e da Baixada Fluminense.     

- É um dia especial, que marca a história de Volta Redonda e região. É natural esta troca. Dom Francisco tem experiência e vai saber conduzir muito bem a cúria e continuar levando a palavra de Deus ao povo – disse dom João Maria Messi, 75 anos, que teve a sua renúncia aceita pelo Papa Bento 16 por conta da idade. “Vou continuar em Volta Redonda. Aqui será minha residência”, confirmou dom João, que deixou o comando da diocese depois de 12 anos de ministério.

Esteve presente na posse, cuja solenidade durou mais de três horas, o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta. “Ele (dom Francisco Biasin) tem muita experiência. Começou como padre na Baixada Fluminense e foi nomeado bispo no agreste do Nordeste. É um homem de Deus”, disse dom Orani, que estava acompanhado de dom Lorenzo Baldisseri, Núncio Apostólico, considerado embaixador do Vaticano no Brasil.

O bispo emérito de Volta Redonda, dom Waldyr Calheiros, que se aposentou em 1999, destacou a semelhança dele com o novo bispo. “Tempos os mesmos pensamentos. Ele vai se adaptar e se identificar com a nossa região, levando o evangelho e lutando pelo menos favorecidos”, disse dom Waldyr, que dirigiu a diocese por mais de 30 anos e foi o mais aplaudido durante a cerimônia.   

O prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto (PMDB), representando os prefeitos das 12 cidades e os vereadores do município, entregou ao novo bispo uma moção de acolhida aprovada por unanimidade na Câmara Municipal e uma placa de homenagem a dom João Maria Messi. “É com carinho recebemos o novo bispo. Agora, Volta Redonda terá três bispos para a população reclamar”, disse Neto, que arrancou risos da plateia de fieis na Ilha. Entre outros políticos da região estava o ministro da Pesca, o deputado Luiz Sérgio (PT).

Italiano de Arzecavalli de Pádua, dom Francisco estava em Pesqueira desde 12 de outubro de 2003. Foi ordenado padre em Padova, na Itália, em 20 de abril de 1968. Estudou filosofia e teologia no Seminário Maior da cidade italiana, se especializando em catequese em Milão, também na Itália. Veio para o Brasil em 1972.

 

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

14:01 Polícia