terça-feira, 09 agosto 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Colunas

Em Foco

por: Fernando Pedrosa

Drable tentas as pazes com Cunha

02/08/2022 17:38

Poucas & Boas: Drable tenta fazer as pazes com Eduardo Cunha

Na vinda do governador Claudio Castro, a Volta Redonda, na noite da segunda-feira (1º), chamou a atenção dos presentes a iniciativa do prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable. Num dado momento, no palco do Clube Comercial, ele chamou a pré-candidata do União Brasil, Dani Cunha, filha do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para se desculpar.

Drable disse que, por causa de “alguns compromissos”, não pôde ajuda-la na eleição de 2018. Acrescentou que foi “um erro”. Depois, garantiu que vai se empenhar para que ela, desta vez, seja eleita deputada federal.

Dani respondeu bem curto. “Meu pai nunca deixou Barra Mansa de lado e eu não farei diferente”, se limitou a dizer, dizendo-se agradecida, mas passando em seguida a tecer elogios a Castro.

‘Decepcionado’

Cunha é tido não apenas como padrinho político, mas também de casamento, do prefeito de Barra Mansa.

O clima entre os dois azedou em 2016, quando Drable – ainda vereador e candidato a prefeito – disse à esta coluna que havia se decepcionado com o padrinho, que naquele mesmo ano viria não só a ser despejado da Câmara como acabou preso. A afirmação, é claro, em menos de meia hora chegou ao conhecimento do então ainda deputado, em Brasília.

Piorando

Não ficou só nisso. Preso, Eduardo Cunha lançou a filha candidata a deputada federal. Ela não foi eleita.

E o resultado da votação de Dani em Barra Mansa foi para Cunha a comprovação de que Drable lhe virara as costas: 18 votos.

Agora, o prefeito acendeu o cachimbo da paz. Resta saber se Cunha vai fumar.

Contra pressão alta

Comentário de um político que esteve no Comercial no ato que reuniu o governador Claudio Castro: “Ele é muito sem sal”.

É, carisma não parece ser o forte do moço.

União Brasil

O União Brasil juntou num verdadeiro balaio, em Volta Redonda, candidatos a deputado estadual e, principalmente, federal. Tem pra todos os gostos.

Na disputa pela Câmara dos Deputados estão o delegado Antônio Furtado, o ex-prefeito Samuca Silva, o ex-deputado, ex-prefeito e ex-vereador (ufa!) Paulo Baltazar, o vereador Neném e o empresário Geraldinho do Gelo. Furtado, que em 2018 explodiu com cerca de 104 mil votos, busca a reeleição.

A deputado estadual vão concorrer pela legenda, por Volta Redonda, o radialista Betinho Albertassi, a administradora Joice Nicolau e o ex-vereador Maurício Batista.

Imagem

A arrastada e confusa eleição no Sindicato dos Metalúrgicos deixou apenas uma constatação: a diretoria de Silvio Campos sairá como a pior e mais medíocre da história da entidade.

Perder de goleada (quase 900 votos de diferença) para Edimar Leite, candidato que esta diretoria tentou queimar por causa das demissões promovidas pela CSN após o surgimento de um movimento paralelo na Usina Presidente Vargas, deveria fazer Silvio, Edmilson Alvarenga e os demais a enfiar a viola no saco e tomarem logo o rumo de casa.

Fernando Pedrosa é editor do FOCO REGIONAL

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional