terça-feira, 18 dezembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

VR tem 560 idosos vítimas de violência atendidos em 2 anos

12/06/2018 08:18:23

Os órgãos públicos de Volta Redonda atenderam, nos últimos dois anos, 560 idosos vítimas de violência. A informação é do Conselho Municipal de Defesa  dos Direitos da Pessoa Idosa. Deste total, os casos mais comum são de negligência familiar, abuso econômico e financeiro e violência psicológica.

“Estudos comprovam que mais de 80% dos casos de violência contra idosos acontecem dentro de casa, onde os cuidados são negligenciados. Essas violações acontecem, geralmente, com idosos dependentes de cuidados especiais, que não têm mobilidade”, diz a presidente do conselho, Mariana Pimenta.

Ela sugere que a população fique atenta e denuncie qualquer tipo de violência contra os idosos pelo telefone 3339-9275. O número é do Centro de Pré-Atendimento ao Idoso. As denúncias também podem ser feitas Disque 100, 127 (Ministério Público) e 190 (Polícia Militar).

“O objetivo do Conselho é sensibilizar a sociedade para o combate a qualquer forma de violência, que atinge as pessoas com 60 anos ou mais. Podemos citar a violência física, negligência e abandono, a sexual, a econômica financeira e patrimonial, a autoagressão, a autonegligência e a psicológica”, acrescentou Mariana.

A data 15 de junho foi instituída em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção da Violência à Pessoa Idosa (Inpes) como o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. O que, segundo a presidente do conselho de Volta Redonda, mostra que o problema é generalizado.  “A violência contra idosos é um fenômeno mundial. Não são raros casos de idosos agredidos por quem deveria cuidá-los. A data deve ser lembrada e entendida como um dia alusivo de enfrentamento à violência sofrida pelos idosos”, disse ela.  

Em Volta Redonda, há uma rede de atendimento e proteção, integrada pelas secretarias de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos e de Ação Comunitária. O conselho é um colegiado com representação das sociedade civil e poder público,  de caráter consultivo, deliberativo e fiscalizador, responsável por diretrizes e metas na política municipal do idoso, em consonância com o Estatuto do Idoso e Política Nacional do Idoso – e o Cepai (Centro de Pré-Atendimento ao Idoso). (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:17 Cidades