terça-feira, 11 dezembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Economia

VR: Empreendimento imobiliário pode gerar 400 empregos

05/10/2018 07:02:51

A construção de 600 apartamentos na região do bairro São Luiz poderá gerar 400 empregos em Volta Redonda por cerca de dois anos. A informação foi dada ao prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, por representantes da construtora MRL e MRV Engenharia, do Rio de Janeiro. Eles se encontraram com o prefeito, no Palácio 17 de Julho depois de confirmar a compra de um terreno de 60 mil metros quadrados, onde serão construídos os apartamentos, em condomínio fechado, num investimento de aproximadamente R$ 60 milhões.

No encontro, realizado na tarde da quinta-feira, Samuca fez uma explanação de outros investimentos que estão acontecendo na cidade, entre eles as obras de um novo shopping, na Rodovia dos Metalúrgicos, que está quase pronto. Ele informou que o projeto apresentado pela MRV deverá ser aprovado no prazo de 15 dias, ressaltando que a cidade está de portas abertas para novos empreendimentos.

Os representantes da construtora, Marco Henrique Queiroz, diretor de Desenvolvimento e Crédito Imobiliário, e Renata Botelho de Souza Machado, gestora de Desenvolvimento Imobiliário, ressaltaram que a empresa está presente em cerca de 160 cidades, com média de 50 mil apartamentos construídos por ano.

- Já atingimos a marca de 350 mil apartamentos construídos. Teremos uma parceria muito produtiva entre a empresa e a cidade. Vamos entregar apartamentos de qualidade – afirmou Marco Henrique.

Segundo ele, Volta Redonda tem potencial de crescimento, o que levou a empresa a buscar atuação na cidade. O diretor informou ainda que cada apartamento terá um custo médio de R$ 150 mil (em valores atuais), que terá financiamento pela Caixa Econômica Federal. Os imóveis serão destinados a pessoas com renda entre R$ 1,8 mil e R$ 2 mil mensais.

- Vamos manter um canal aberto, de forma permanente, com a prefeitura. Pretendemos entrar com o projeto ainda neste mês e começar as obras no primeiro trimestre de 2019. Prevemos dois anos de obras e a contratação de 350 a 400 trabalhadores – enfatizou.

Os representantes da empresa imobiliária apresentaram também os projetos sociais e educacionais que desenvolvem com moradores no entorno dos seus empreendimentos, capacitando pedreiros e pintores e ajudando na alfabetização de adultos.

Outro benefício é a recuperação do paisagismo nas áreas mais próximas dos investimentos.(Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

22:15 Polícia