sexta-feira, 20 julho 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Esporte

Voltaço vai denunciar Macaé por suposta irregularidade de atleta

04/04/2018 16:55:11

Em nota assinada pelo presidente Flávio Horta, o Volta Redonda Futebol Clube denunciar o Macaé no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro por possível irregularidade na escalação de um jogador. De acordo com o Tricolor de Aço, a denúncia que recebeu é que o clube do Norte Fluminense teria escalado nos seis jogos da Taça Rio, do Campeonato Carioca deste ano, o lateral-esquerdo Lucas Gabriel, sem haver vínculo contratual entre as partes.

De acordo com documentos em poder do Voltaço, o contrato de Lucas Gabriel se encerrou no dia 20 de fevereiro e não foi renovado. Um aditivo teria que ter sido protocolado na Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), publicado no BID da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e, posteriormente, no BIRA, para que, sem qualquer exigência, o atleta tivesse condições de jogo, o que não foi feito.

“Ficou claro que houve um equívoco por parte do Macaé, que descumpriu, por seis vezes, o regulamento do Campeonato Carioca e o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, escalando um atleta sem contrato com o clube. Com isso, o Voltaço entende que ignorar este fato atenta contra a segurança e a credibilidade do Campeonato Carioca”, diz a nota assinada por Horta.

A procuradoria do tribunal tem o prazo de até 60 dias após a realização da partida para oferecer a denúncia. De acordo com o Voltaço, o clube irá amparar suas notificações em processos semelhantes, como no caso do Barra Mansa, em 2015, quando o Nova Iguaçu ofereceu a notícia de infração; o do Angra dos Reis, em 2016, quando o Gonçalense ofereceu a notícia de infração; e o do Juventus, também em 2016, onde o Araruama ofereceu a notícia de infração.

“Em todos eles, o procurador, diante dos fatos, entendeu por levar os casos a julgamento, sempre dentro desse prazo de 60 dias, não tendo sido estabelecido nenhum prazo mínimo”, acrescenta a nota.

O Voltaço salienta que, antes de decidir pela interposição da notícia de infração, fez contato com dirigentes do Macaé, solicitando que fosse apresentada a documentação do atleta, o que não ocorreu. “Assim, o clube reafirma a confiança de que a procuradoria irá analisar a notícia de infração e instaurar o processo para que o próprio Macaé possa se defender e o tribunal decidir com as provas apresentadas pelas partes”, finaliza a nota.  

Sendo assim, o Macaé seria enquadrado no artigo 214, perdendo três pontos por partida disputada e os pontos conquistados. Desta forma, terminaria o Estadual em último lugar, livrando o Voltaço da Seletiva em 2019. Até o momento desta publicação, o Macaé não havia se pronunciado a respeito.

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:32 Nacional