quinta-feira, 14 novembro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Esporte

Voltaço empata e terá que lutar por vaga fora de casa

19/08/2019 22:09:03

O jogo disputado na noite desta segunda-feira no Estádio Raulino de Oliveira, pela Série C do Campeonato Brasileiro, entre o Volta Redonda e o Juventude, classificou uma das equipes para a próxima fase da competição. E não foi o Tricolor de Aço, mas o Alviverde gaúcho, de Caxias do Sul. Ao sair com o empate de 2 a 2, o Juventude matematicamente assegurou sua classificação ao chegar aos 28 pontos.

O Tricolor de Aço, por sua vez, também matematicamente, ainda tem chances de passar à próxima etapa, mas a situação ficou muito complicada. Afinal, o jogo final da fase classificatória será contra outra equipe gaúcha, o São José, em Porto Alegre. Os dois times chegam à última rodada empatados em 25 pontos e ambos vão depender de outros resultados – principalmente de Juventude x Ypiranga (RS) e Paysandu x Remo. O Voltaço pode se classificar até com um empate, desde que o Juventude derrote o Ypiranga. Os jogos serão no próximo domingo, às 18 horas.

Contra o Juventude, o Voltaço saiu na frente, tomou a virada e conseguiu o empate pouco depois. O Esquadrão de Aço estava em vantagem quando ficou com um jogador a menos, devido à expulsão do zagueiro Daniel Felipe. O empate, nestas circunstâncias, acabou sendo o menos desastroso.

Gaúchos foram melhores na etapa inicial

No primeiro tempo, foi o time gaúcho que criou as oportunidades claras de gol. A primeira foi logo aos 5 minutos, quando Renato Cajá deu ótimo passe para Dalberto, na esquerda. O atacante chutou, o goleiro Douglas Borges fez a defesa, mas deu o rebate. O zagueiro Daniel Felipe tirou praticamente em cima da linha, no pé da trave direita, evitando a abertura do placar.

A segunda foi aos 14, quando Cajá novamente acionou Dalberto. Desta vez, o atacante – em excelente posição para marcar – chutou por cima do gol, para desespero do time.

Somente depois deste lance o Voltaço chegou com algum perigo. Três minutos depois, Gedeílson cruzou rasteiro da linha de fundo, a zaga afastou mal e a bola sobrou para Gelson, que concluiu para fora.

A partir daí, o jogo ficou mais equilibrado, inclusive nos erros de passes por parte dos dois times, que não conseguiram criar nenhum outro lance de perigo.

Gol e expulsão

O Voltaço retornou para o segundo tempo com Luciano Naninho no lugar de Gelson. E o time abriu o placar logo aos 9 minutos. Dalberto perdeu a bola e deu a chance de um rápido contra-ataque do Voltaço. A roubada foi feita por Naninho, que tocou para Wandinho. O cruzamento saiu rasteiro e Luis Gustavo empurrou para o fundo da rede, fazendo 1 a 0.

O gol deu mais tranquilidade ao Tricolor de Aço, mas, aos 22 minutos, veio a apreensão. O zagueiro Daniel foi expulso depois de uma falta violenta sobre Bruno Alves, que havia acabado de entrar. Devido ao cartão vermelho, o técnico Toninho Andrade tirou o atacante João Carlos e colocou em campo Roger para recompor a defesa.

O gol do empate dos gaúchos não demorou a surgir. Foram apenas cinco minutos após o Tricolor de Aço ficar com um jogador a menos. Na cobrança de falta pelo lado direito, Renato Cajá achou Sidimar, que, de cabeça, conferiu e fez 1 a 1.

O quadro ficou feio para o Volta Redonda aos 40 minutos, quando Carlos Henrique fez o segundo gol do Juventude. A derrota parecia certa, mas o Tricolor de Aço conseguiu o empate apenas dois minutos depois, após um bate-rebate na área do Juventude, quando Bruno Barra cravou 2 a 2. Já aos 44, sorte do Voltaço: Dalberto recebeu bem colocado, entrou na área e chutou forte. A bola estourou na trave. Alívio total. (Foto: Divulgação)

Volta Redonda 2 x 2 Juventude

Local: Estádio Raulino de Oliveira

Juiz: Andre Freitas Castro

Assistentes: Marcio Soares Maciel e Hugo Xavier Correa  

Cartão vermelho: Daniel Felipe (VOL)

Público: 1.539 presentes

Gols: Luís Gustavo, aos 9; Sidmar, aos 27; Carlos Henrique, aos 40, e Bruno Barra, aos 42  do 2º tempo

Volta Redonda: Douglas Borges; Gedeilson, Daniel Felipe, Allan e Luiz Paulo; Bruno Barra, Bileu e Gelson (Luciano Naninho); Wandinho, Luis Gustavo (Núbio Flávio) e João Carlos (Roger). Técnico: Toninho Andrade

Juventude: Marcelo Carné; Lucas Mota (Bruno Alves), Genilson, Sidimar e Felippe; João Paulo, Dalberto, Aprille e Renata Cajá (Moisés); John Lennon e Carlos Henrique. Técnico: Marquinhos Mendes

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:32 Cultura