quinta-feira, 09 julho 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Economia

Volta Redonda estima perder R$ 90 milhões com pandemia até fim do ano

24/06/2020 19:12:17

A prefeitura de Volta Redonda realizou nesta quarta-feira (24) uma coletiva de imprensa para apresentar dados da queda de arrecadação provocada pela pandemia de Covid-19. Participaram o secretário de Fazenda, Fabiano Vieira, e a secretária de Educação, Rita Andrade. Segundo o estudo técnico apresentado, a arrecadação municipal teve queda de 30% nos meses de março e abril.

Fabiano Vieira fez uma apresentação demonstrando a queda de arrecadação. Apenas de arrecadação própria, a expectativa era de mais de R$ 75 milhões nos dois meses. Entretanto, o valor apurado ficou em cerca de R$ 53 milhões.

Um dos exemplos apresentados por ele foi a arrecadação com o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). A previsão era de R$ 4,9 milhões com o imposto, entretanto em março e abril, o valor apurado foi de R$ 2,3 milhões – 47% do estimado.

“É um momento muito grave do ponto de vista financeiro para a prefeitura. A pandemia da Covid-19 fez com que a arrecadação municipal tivesse uma drástica queda. São quase 30% de queda de arrecadação. Até o final do ano, nossa previsão é que deixemos de arrecadar cerca de R$ 90 milhões”, estimou o secretário.

Somente de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), a diferença entre orçado e recebido pela prefeitura de Volta Redonda foi de 23%, o que corresponde a menos R$ 6,2 milhões. O esperado era R$ 27 milhões, mas foram depositado R$ 21,5 milhões. Os dados também se referem a março e abril.

“A situação é crítica e será necessário realizar um ajuste fiscal. Vou me reunir com o prefeito Samuca Silva, com o secretário de Administração, Carlos Baia, e demais membros da equipe para que possamos definir as medidas de redução de custos. Será necessário cortar na carne. Tenho conversado com secretários de Fazenda de várias cidades do Rio e o panorama é o mesmo. Os municípios precisarão muito de apoio dos governos federal e estadual”, alertou Fabiano.

A secretária de Educação, Rita Andrade, apresentou dados de transferência do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação). O fundo teve uma redução de 35% entre o esperado e o que foi efetivamente recebido pelo município do governo federal.

“Todo final de ano, a secretaria recebe uma programação do Fundeb para o ano seguinte. Entretanto, tivemos uma queda de 35% nos últimos três meses (março, abril e junho), são mais de R$ 10 milhões de diferença em apenas 90 dias. Além disso, desde o início do ano, antes da pandemia, já estávamos recebendo menos do que o programado. Com a pandemia, a queda foi muito maior”, disse. (Foto: Gabriel Borges)

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

10:09 Nacional