quinta-feira, 25 abril 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Volta Redonda ainda contabiliza estragos da chuva

18/03/2019 18:12:38

A Defesa Civil de Volta Redonda registrou 50 chamadas até as 11 horas da manhã desta segunda-feira, por causa do temporal que atingiu a cidade na noite de domingo. De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Leandro Rezende, foi registrada uma chuva de 40mm em um período de 8 horas, o dobro do volume considerado normal para o período.

Os casos mais graves aconteceram nos bairros Caieiras, onde várias famílias ficaram desalojadas por conta de alagamentos, e Santa Inês, onde moradores também tiveram que deixar suas residências por conta de deslizamentos de terra. Todas as casas receberam visitas das equipes da Defesa Civil durante o dia para avaliar se haveria a necessidade de os locais permanecerem interditados.

Na região dos bairros Caieiras e Cailândia, pelos menos 15 casas foram alagadas em função de uma canaleta de escoamento que transbordou. As famílias foram levadas para casas de parentes e para uma igreja no bairro, e estão sendo assistidas pelas equipes da Secretaria de Ação Comunitária.

“No bairro Santa Inês, seis famílias ficaram desalojadas e foram para casas de parentes. Estamos fazendo o levantamento e, se houver necessidade, todas as famílias atingidas terão direito ao aluguel social ou poderão ser encaminhadas para abrigos”, explicou o secretário Marcus Vinícius Convençal, o “Marcão”.

Vila Santa Cecília, Santo Agostinho, Colorado (Três Poços) e São Luiz também foram afetados pelo temporal. No bairro São Sebastião houve deslizamento de terra no acesso ao bairro São Luiz, o que impediu o tráfego no local. A Secretaria de Infraestrutura desobstruiu a passagem no começo da madrugada e pela manhã iniciou a limpeza do local.

Além do São Sebastião, as equipes levaram retroescavadeiras aos bairros 209 (córrego Secardes), São Luiz e Santa Inês, além da

BR-393 (Conforto). Nos bairros Pinto da Serra, São Luiz (próximo ao

campo) e na Estrada União, que dá acesso à Fundação Beatriz Gama (FBG), estão sendo utilizadas pás carregadeiras.

O secretário Toninho Oreste informou que foram mobilizadas  50 equipes para atender as ocorrências. “Estamos com mais de 400 funcionários nas ruas efetuando a limpeza e desobstrução das áreas atingidas, com o apoio de caminhões e outras máquinas”, disse.

Suspensão de aulas

Por conta do forte temporal, algumas escolas suspenderam as aulas nesta segunda-feira. Foi o caso do Centro Municipal de Educação Infantil

(CMEI) Gotinhas de Amor, no bairro São Lucas, onde o córrego da região transbordou e alagou a escola. Também foram suspensas as aulas da Escola Municipal Prof.ª Juracy Varanda de Almeida Gama, na Água Limpa, que foi toda invadida pela lama.

“Entrou muita lama nessas unidades e já estamos efetuando a limpeza. 

As aulas retornam normalmente nesta terça-feira”, garantiu a secretária de Educação, Rita Andrade.

A Academia da Vida Oscar Cardoso, que é da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda) e funciona no Estádio Raulino de Oliveira, também ficou alagada e teve as aulas suspensas. (Fotos: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:21 Cidades