sábado, 04 julho 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Saúde

Volta Redonda: 44 casos confirmados de coronavírus

Casos mais recentes são de 4 homens e 2 mulheres

01/04/2020 16:28:49

O número de casos de coronavírus em Volta Redonda está em 44, informou na tarde desta quarta-feira, em rede social, o prefeito Samuca Silva. Na última atualização, na segunda-feira, eram 38 (dois de pacientes de fora da cidade).

Ao lado do secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, o prefeito informou que quatro pacientes estão internados. Os novos casos são de quatro homens (de 42, 55, 20 e 55 anos) e duas mulheres (39 e 31 anos). Foram descartados 95 casos suspeitos. Desde que a pandemia de coronavírus começou, uma pessoa morreu e outra morte suspeita aguarda resultado. A média de idade das pessoas infectadas é de 47 anos.

DEMORA – Em seu pronunciamento numa rede social, o prefeito explicou que a discrepância dos números divulgados pela prefeitura com os que são apresentados pela Secretaria estadual de Saúde se deve à demora na atualização.

Ele disse ainda, que a demora também no resultado dos exames, devido à grande demanda em todo o estado, atrapalha a tomada de decisões.

CRÍTICA – Samuca voltou a condenar aqueles que não estão respeitando a quarentena. “Tem muita gente nbas ruas”, afirmou, criticando aqueles que “não acreditam ou que estão na zona de conforto”, dizendo estar certo que as medidas restritivas terão contribuído para diminuir o contágio das pessoas.

COMÉRCIO – Samuca Silva também mencionou a reivindicação do comércio para reabrir as portas nesta sexta-feira. Ele lembrou que há uma decisão judicial impondo multa diária de R$ 1,5 milhão ao município em caso de descumprimento das medidas restritivas. Comentou, ainda, as 1,7 mil demissões ocorridas na cidade que, segundo entidades empresariais, ocorreram apenas nos dez primeiros dias do fechamento do comércio: “Não vi o estudo disso, mas acredito na matéria, são 1,7 mil vidas [preservadas]”.

Após confirmar que terá uma reunião nesta quinta-feira com o Ministério Público estadual, ele disse que a prefeitura está buscando uma forma para que o comércio possa reabrir as portas, sem gerar aglomerações, mas defendeu que isso seja feito de forma gradual. De acordo com ele, é preciso primeiro colocar o hospital de campanha, montado no Estádio Raulino de Oliveira, em condições de funcionamento, receber os kits para testes rápidos da Secretaria estadual de Saúde e, insistiu, “manter os idosos em casa”.

CUSTOS – Após adiantar que, nesta sexta-feira, vai anunciar medidas de cunho social, “para que não falte comida na mesa do trabalhador”, o prefeito de Volta Redonda antecipou que, no mesmo dia, também apresentará medidas para reduzir os custos da administração público, como revisão de contratos.

“Precisamos garantir o salário dos servidores e serviços públicos essenciais. Nossa arrecadação vai cair”.

Atualizada às 16h49min

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

19:28 Cidades