sábado, 25 maio 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Vereador quer cancelar título dado a Eduardo Cunha em Barra Mansa

19/02/2019 19:07:44

Pouco mais de 24 horas depois de assumir o cargo de vereador em Barra Mansa, Mauro Sabino (PDT) apresentou seu primeiro projeto de resolução na Casa: ele quer revogar o título de cidadania barramansense concedido ao ex-deputado federal Eduardo Cunha. O título foi concedido em 2005 por iniciativa do então vereador Rodrigo Drable, hoje prefeito da cidade.

- O título de cidadão barramansense é honraria que deve ser outorgada a pessoas de caráter ilibado, condição não ostentada no momento pelo ex-deputado federal do MDB Eduardo Consentino da Cunha, que teve o seu mandato, outorgado pelo povo, cassado por seus pares, com consequente prisão e condenação por crimes investigados pela Operação Lava Jato, condenação esta confirmada pela segunda instância  na Justiça federal da 4ª Região – diz Sabino em sua  justificativa.

O título de cidadania barramansense a Cunha foi proposto por Drable em 6 de outubro de 2005. À época, o então vereador justificou: “O curriculum do homenageado (em anexo) justifica a resolução”.

Vereador quer cancelar título dado a Eduardo Cunha em Barra Mansa

Eduardo Cunha recebeu títulos de cidadania de todo o país até liderar o processo de impeachment de Dilma Roussef, presidindo a Câmara dos Deputados. Logo depois, porém, foi preso por corrupção, o que levou algumas cidades e assembleias legislativas a revogarem homenagens prestadas a ele.

Em janeiro de 2016, então pré-candidato a prefeito, o próprio Rodrigo Drable afirmou à coluna Poucas & Boas, do FOCO REGIONAL, que errou ao acreditar em Cunha.

O ex-presidente da Câmara dos Deputados está preso desde outubro de 2016 no Complexo Médico-Penal em Pinhais, região metropolitana de Curitiba, em função das investigações das operações Lava Jato e Sépsis, da Polícia Federal, a respeito do pagamento de propina para liberação de verbas do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS). Há poucos dias, por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido feito pela defesa do ex-deputado federal para revogar um dos mandados de prisão que foram emitidos contra ele.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:07 Saúde