segunda-feira, 20 maio 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Três cidades da região assinam convênio do PAF

15/02/2019 10:38:28

As cidades de Vassouras, Mendes e Paulo de Frontin assinaram, na quinta-feira, convênio com o Comitê Guandu-RJ para receber o projeto “Produtores de Água e Floresta” (PAF). A cerimônia foi na Câmara Municipal de Seropédica. Assinaram o convêndio Maike Henrique Motta, subsecretário de Meio Ambiente de Vassouras, e Raphael Nora e Leandro Tavares, secretário de Meio Ambiente respectivamente, de Engenheiro Paulo de Frontin e Mendes.

A assinatura fez parte da pauta da primeira reunião ordinária do plenário do comitê em 2019, que ainda empossou a nova composição plenária, responsável por gerir a bacia que abastece mais de 12 milhões de pessoas na Região Metropolitana do Rio.

O projeto é realizado em Rio Claro desde 2008 e alia conservação ambiental, reflorestamento, reeducação e geração de renda através do pagamento por serviços ambientais (PSA). Só em Rio Claro, o PAF já recuperou mais 500 hectares de mata atlântica e resultou na conservação de mails de quatro mil hectares, além de distribuir quase R$ 300 mil aos produtores locais, gerando renda e sustentabilidade.

A meta dessa nova fase, nos três municípios, é conservar mais mil hectares e recuperar 50, na sub-bacia de Sacra Família. “Nossa expectativa são as melhores possíveis para que esse projeto seja um grande sucesso, gerando benefícios a toda população e ao meio ambiente. Por fim, destaco que esperamos que com essa parceria de sucesso com o Comitê Guandu, possamos ajudar toda coletividade melhorando a quantidade e qualidade da água”, destacou Leandro Tavares, secretário de Meio Ambiente de Mendes.

Com o convênio assinado, a próxima fase é a mobilização dos produtores locais.

Outro destaque da cerimônia foi a posse dos novos membros do Comitê Guandu-RJ, que vão gerir a bacia nos próximos dois anos. A nova composição, é dividida em três segmentos (usuários de água, sociedade civil organizada e poder público), totalizando 36 instituições. O engenheiro Nelson Reis, que foi empossado no segmento sociedade civil, representando a Assembleia Permanente das Entidades do Meio Ambiente (Apedema), destacou qual a grande missão dos novos representantes: “Fazer a consolidação das ações que possibilitem na prática as melhorias das quantidades e qualidades das águas brutas de nossa região hidrográfica”, explicou.

Imediatamente após a reunião ordinária, iniciou-se a reunião extraordinária do comitê, que elegeu a nova diretoria. Por unanimidade, foram eleitos para comandar o comitê, no próximo biênio, Paulo de Tarso (Firjan) e Julio César Antunes (Cedae) pelo segmento usuários; professor João Bosco (Uezo) e o engenheiro Nelson Reis (Apedema) pelo segmento sociedade civil organizada, e Lívia Soalheiro (Seas) e Andréa Loureiro (prefeitura de Queimados) pelo segmento poder público.

A nova composição já tem vários desafios como operacionalizar o Plano Estratégico de Recursos Hídricos, seguir com a implantação do projeto Saneamento Rural, e dar continuidade a projetos como o PAF. (Foto: Divulgação)

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:52 Educação