terça-feira, 20 novembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Estado

Tensão e emoção no enterro de Karina em Volta Redonda

17/08/2018 12:21:40

Num clima que misturou emoção e tensão foi sepultado no final da manhã desta sexta-feira, no Portal da Saudade, em Volta Redonda, o corpo de Karina Garofalo Pereira, de 44 anos. Ela foi assassinada a tiros na tarde da quarta-feira, próximo ao condomínio onde morava na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

A família de Karina contratou dois seguranças, que pediram aos jornalistas para ficarem à distância e não fotografar os rostos dos parentes, a fim de preservar a segurança, principalmente, do filho de 13 anos de Karina, que estava com a mãe quando ela foi assassinada. O menino chorava muito durante o velório. A filha mais velha de Karina, de 18 anos, parecia conter a emoção. Ninguém quis falar com a imprensa.

O corpo de Karina chegou a Volta Redonda por volta de meia-noite e meia, sendo velado na capela 1. Na hora do sepultamento havia cerca de 50 pessoas acompanhando o féretro.

Os suspeitos de serem o mandante e o executor da morte de Karina são, respectivamente, seu ex-marido Pedro Paulo Barros Júnior, e seu primo Paulo Maurício Barros Pereira, que estão foragidos. Os dois tiveram a prisão temporária por 30 dias decretada pela Justiça do Rio. Eles também são de Volta Redonda.

No final da tarde da quinta-feira, policiais da Delegacia de Homicídios (DH) da capital estiveram em Volta Redonda à procura dos suspeitos em vários endereços na cidade. Depois, já de noite, seguiram para uma fazenda da família deles em Barra do Piraí, mas eles não foram encontrados. O Portal dos Procurados oferece recompensa a quem informar onde eles se encontram.

Tensão e emoção no enterro de Karina em Volta Redonda

A polícia encontrou o carro e a pistola com silenciador usada pelo assassino. Paulo Maurício foi identificado porque, segundo a DH, seguia Karina desde um shopping na Barra. Embora tenha atirado na vítima com o rosto coberto por um capuz, sua imagem foi captada quando ele passou pela catraca do estacionamento do shopping. A polícia ainda conseguiu imagens de uma motocicleta que, segundo parentes, era usada pelo ex-marido da vítima.

Karina e Pedro Paulo se separaram em 2013. O divórcio foi tumultuado. Ainda de acordo com a DH, os dois travaram na Justiça uma disputa por um patrimônio avaliado em quase R$ 3 milhões. Outro motivo para o crime, também de acordo com a polícia, é que o ex-marido teria ficado enciumado pelo fato de, há cerca de quatro meses, a mulher – que trabalhava numa corretora de imóveis – ter assumido um novo relacionamento.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

16:58 Saúde