quarta-feira, 22 novembro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Saúde

Também em Volta Redonda, homens doam mais sangue que mulheres

06/05/2017 07:44:38

Sessenta e oito por cento dos doadores do Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda são do sexo masculino. As mulheres correspondem a apenas 32%. Os dados são da Secretaria de Saúde de Volta Redonda e confirmam o resultado de uma pesquisa da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), divulgada este ano, mostrando que, desde 2012, o sexo masculino responde pela maior parte das doações.

O problema preocupa os hemocentros, que ainda não conseguiram identificar o motivo que leva as mulheres a doarem menos sangue. O Hemorio, em 2015, chegou a fazer uma campanha para aumentar o número de doadoras. 

A importância das doações é sempre lembrada pela equipe do Banco de Sangue, que funciona no Hospital São João Batista. São necessárias entre 25 a 30 doações diárias para atender os hospitais São João Batista e Retiro, pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) em tratamento oncológico no Hinja, Hospital Municipal de Pinheiral, Hospital Municipal de Rio Claro; e a agência transfuncional Hospital Flávio Leal, em Piraí .

- Quem doa sangue é por alguns minutos, já quem recebe é para a vida inteira – incentiva a coordenadora do Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda, Cristina Guimarães do Nascimento. De janeiro até abril, o hemonúcleo atendeu, mensalmente, 560 pessoas, gerando um total de 460 bolsas coletadas. 

A coordenadora acredita que as mulheres doam menos devido  aos mitos que ainda existem a cerca da doação, o que acabam gerando receio por parte delas. "Existem alguns boatos que ajudam no aumento desse fator. Um deles é sobre a menstruação. Algumas pensam que não podem doar quando estão menstruadas, quando, na realidade, podem, se for avaliada na triagem. É necessário se informar sobre o tema, antes de tirar qualquer conclusão", recomenda.

Desde 2010 na coordenação, Cristina explicou que a demanda é cada vez maior. Segundo a enfermeira, o número de cirurgias, acidentes, vítimas de tentativas de homicídio e agressões subiu nos últimos anos e o atendimento a estes casos exige uma mobilização diferente por parte das pessoas. ?

A doação de sangue é voluntária. O nosso objetivo é estimular para que isso ocorra com mais frequência. E como se estimula? “Conscientizando a população”, enfatizou.

A transfusão de sangue

É importante manter sempre abastecidos os Núcleos de Hemoterapia. Para doar, é necessário que a pessoa tenha entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos, evitar alimentos gordurosos e apresentar um documento oficial com foto.

Não é necessário estar em jejum. Caso o doador seja adolescente, é necessário que apresente um termo de autorização dos pais ou responsáveis. (Foto: Divulgação)

Leia também: Banco de Leite de Volta Redonda pede doações

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

23:08 Estado