quarta-feira, 20 fevereiro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Polícia

Suspeito de matar PM em Resende obtém liberdade provisória

08/02/2019 19:30:48

 

A Justiça de Resende concedeu liberdade provisória a Maycon Santos, de 27 anos, suspeito do assassinato do policial militar Héber de Oliveira, de 37 anos, em setembro do ano passado, no bairro Itapuca, em Resende. A decisão de conceder a liberdade ao acusado foi tomada depois de uma audiência de quase seis horas de duração, realizada no Fórum de Resende na última quarta-feira. Maycon, que é funcionário de uma montadora de veículos de Resende, estava preso desde o dia da morte do PM.

A prisão do rapaz mobilizou parentes e amigos, que conseguiram reunir imagens de câmeras de segurança para demonstrar que ele não estava no local quando o crime aconteceu. Além das imagens, a Justiça também se baseou no testemunho de amigos do suspeito. Eles garantiram que, na hora em que o PM foi assassinado, Maycon estava jogando futebol com eles.

Maycon não tem antecedentes criminais. Ele foi solto nesta sexta-feira, depois de ser levado de volta para Resende na última quarta. Ele estava num presídio do estado.

- Revolta não tenho, porque Deus faz a gente passar por algumas provas, para no final a gente cantar o hino da vitória e hoje chegou o dia e a felicidade, o alívio de agora poder estar aqui com minha família, encontrar meus amigos, é isso – disse o industriário ao RJ TV, da TV Rio Sul. “Primeiro quero aproveitar todo tempo perdido, aproveitar minha esposa, meu filho, minha família, meu tio que está aqui junto, que me apoiou, me ajudou, não desistiu de mim em todo momento”, acrescentou.

Apesar de conceder liberdade provisória, Maycon continuará respondendo ao processo. A mulher dele, Mariana Rufino de Carvalho, contou que, após o jogo de futebol, Maycon estava retornando para casa de bicicleta quando sofreu uma queda e cortou o supercílio. “Ele foi para o Hospital de Emergência e, depois de um tempo, chegou um monte de polícia perguntando se ele estava comigo, me mostrando foto. Quando o Maycon teve alta, de noite, eles falaram que só ia assinar um boletim de ocorrência na delegacia e ia ser liberado. Chegando lá, informaram que o Maycon estava preso suspeito de matar um policial". (Foto: Reprodução TV)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:09 Polícia