domingo, 21 outubro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Samuca participa de encontro de prefeitos com presidenciáveis

08/05/2018 17:56:58

O prefeito Samuca Silva representou Volta Redonda no encontro da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), ao longo desta terça-feira, no Caminho Niemayer, no Centro de Niterói. O evento reuniu chefes de Executivo das 100 das maiores cidades do país.

Samuca, apesar dos rumores de que vai deixar a legenda, esteve com Álvaro Dias, pré-candidato do Podemos à Presidência da República. Além do senador paranaense, tiveram direito a usar a palavra 11 pré-candidatos a presidente: Aldo Rebelo (SD), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Afif Domingos (PSD), Guilherme Boulos (PSol), Henrique Meirelles (MDB), Manuela D'Ávila (PCdoB), Marina Silva (Rede), Paulo Rabello (PSC) e Rodrigo Maia (DEM).

Segundo a FNP, os pré-candidatos Jair Bolsonaro e Flávio Rocha foram convidados para o painel "Diálogo com Presidenciáveis", mas recusaram por conta de compromissos oficiais. Já o ex-presidente Lula, que está preso, enviou à organização do evento uma carta. O documento foi entregue à imprensa.

-  O Brasil precisa de uma refundação do federalismo, que está desgastado, com uma distribuição de recursos injusta, comprometendo a vida dos municípios – disse Álvaro Dias, sexto presidenciável a se pronunciar.

VERBAS – Junto com Samuca, a equipe técnica do governo de Volta Redonda também participou de uma palestra sobre a captação de recursos governamentais, da iniciativa privada e de verbas internacionais.

 A palestra foi ministrada por representantes do NBD (Novo Banco Desenvolvimento – o antigo BIRD). De acordo com dados apresentados pelo vice-presidente do banco, Sarquis JB Sarquis, o investimento do Brasil em infraestrutura é de 2% a 3% do PIB do país. “O ideal é que se aumente para pelo menos 4%. Nós queremos viabilizar o aumento da taxa de investimento em países como o Brasil”, garantiu.

 Saúde, educação, saneamento básico e mobilidade urbana são algumas das áreas que abrangem esse tipo de investimento. “A gente trabalha em escala de investimento que vai acima de R$ 50 milhões, então fica difícil de alcançar pequenos municípios em cenários de restrição de garantias fiscais”, disse Martin Raiser, diretor do banco.

O diretor do Banco Mundial destacou, ainda, que o desenvolvimento desse tipo de projeto não é tão rápido. "Muitas vezes o ciclo político é menor do que o ciclo da realização de um projeto. Isso é um desafio".

Samuca destacou a importância da apresentação de projetos para conquistar recursos para o desenvolvimento de Volta Redonda. Para o prefeito, a FNP também foi uma oportunidade para conhecer experiências de outras cidades e trocar informações.

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

16:28 Esporte