quinta-feira, 15 novembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Samuca dribla Romário e anuncia apoio a Eduardo Paes

11/09/2018 19:02:53

Filiado ao Podemos, partido que tem como candidato a governador o ex-jogador de futebol e hoje senador Romário, o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, deu um drible no eterno Baixinho e anunciou, nesta terça-feira, seu apoio ao candidato do DEM, o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes. Foi com ele que Samuca fez caminhada à tarde pelo Retiro, ao lado de César Maia, que este ano concorre ao Senado, juntamente com outros prefeitos da região, como Rodrigo Drable, de Barra Mansa, e Diogo Balieiro, de Resende. Detalhe: Paes é o candidato a governador apoiado pelo ex-prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto, com quem Samuca volta e meia troca farpas, relacionadas sobretudo às condições financeiras em que assumiu o governo, no início do ano passado.

- Eu não posso brincar de governar. Volta Redonda precisa do governo estadual. E depois de analisar a capacidade administrativa, de interlocução, de juntar opostos, declaro apoio ao Eduardo por uma questão lógica. Todo mundo quer um estado do Rio melhor. E ele tem a melhor capacidade de governar esse estado nessa falta de liderança política que vivemos. O Eduardo é um amigo dos municípios do interior do estado. Já se comprometeu com isso. Por isso o apoio apartidário em alguém que acredita no estado do Rio, assim como eu – declarou Samuca.

O candidato do Democratas ressaltou o simbolismo político do apoio de Samuca. Segundo Paes, o gesto político do prefeito de Volta Redonda mostra o que se quer para o estado do Rio: um governo estadual que trabalhe em sintonia com os prefeitos, com os administradores públicos mais próximos da população.

- O Samuca administra uma cidade que é muito simbólica para o estado e para o Brasil. Volta Redonda não é trivial, representa momentos importantes da história do Brasil, a industrialização desse país. Representa quando se pensou num Brasil grande. E é assim que eu gosto de olhar para o estado do Rio. Porque a gente viciou em pensar pequeno nos últimos tempos. E isso tem nos levado à essa situação ruim que o estado está vivendo. Além de todas as crises - moral, financeira, institucional, política – a gente vive uma crise de incapacidade de fazer acontecer. O Samuca é um prefeito fazedor – retribuiu Paes.

Depois de ressalvar que continua apoiando o também senador Álvaro Dias, do Podemos, para a Presidência da República, Samuca ainda comentou o fato de optar pelo candidato ao governo do estado ter em seu grupo o apoio de Neto. “Não faço opção política em função de grupos. Escolhi em função do que considero melhor para o estado e Volta Redonda”.

Samuca foi eleito prefeito pelo Partido Verde (PV), que trocou pelo Podemos logo em seguida. Ele se irritou com Romário porque o senador entregou o comando do partido em Volta Redonda ao empresário Rogério Loureiro, que disputa este ano, mais uma vez, uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Antes de Volta Redonda, Eduardo Paes esteve em outras cidade da região, como Itatiaia, Quatis e Porto Real, depois seguiu para Pinheiral e Barra do Piraí, também acompanhado do candidato a vice, o deputado estadual Comte Buttecourt. Mais uma vez, ele classificou a região de “Califórnia do estado”, devido ao grau de desenvolvimento econômico e humano, e também se comprometeu a trabalhar pelo desenvolvimento de todas as regiões fluminenses.

Sobre o apoio recebido do prefeito de um partido que tem candidato a governador, ele classificou a opção de Samuca de “corajosa” e admitiu que ele “certamente sofrerá retaliações”. (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

10:50 Cidades