domingo, 27 setembro 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Samuca confirma que está avaliando disputar reeleição

05/08/2020 10:09:32

O prefeito Samuca Silva confirmou, na manhã desta quarta-feira (5), que está reavaliando a decisão de não disputar a reeleição, conforme anunciou no início de junho. Ele disse que, no momento, continua concentrando seu foco no combate à pandemia do novo coronavírus, mas que está preocupado com o que considera a falta de propostas dos pré-candidatos declarados até agora.

“Estou muito preocupado. O que vi até agora, meu Deus do céu...São fake News, propostas evasivas e não vou deixar Volta Redonda sofrer com o descaso, porque estou falando de vida das pessoas, que precisam ser cuidadas em relação à pandemia”, afirmou o prefeito, em entrevista ao programa “Bom Dia, Cidade”, da Rádio Cidade do Aço FM. “Estou reavaliando esta possibilidade [sobre a reeleição]”, acrescentou.

Na entrevista, o prefeito fez afagos à sua ex-secretária de Saúde, Márcia Cury, ao ser indagado sobre a desistência dela de concorrer ao Palácio 17 de Julho, depois de se apresentar como pré-candidata. “A Márcia é uma grande amiga, por quem tenho gratidão e gratidão não prescreve. Queria muito uma oportunidade de ter a Márcia novamente ao meu lado”, disse.

Ao ser perguntado se aceitaria uma composição com ela, ele não responde taxativamente que sim, mas comentou que seria “uma ótima” candidata a vice para qualquer postulante à prefeitura: “Obviamente que numa empresa, numa gestão pública, há divergências. E a Márcia teve uma questão pessoal, mas ela tem o carinho de todo o mundo e o meu. É uma pessoa especial demais., Foi a nossa candidata a deputada [estadual]. Tem que respeitar a decisão dela”.

Samuca disse ainda que, com o adiamento das eleições municipais tem ainda um mês para decidir, lembrando que seu partido, o PSC, ainda não marcou a conveção

Na mesma entrevista, Samuca falou apenas de dois pré-candidatos declarados até o momento: o ex-prefeito Paulo Baltazar, do PSD, e seu ex-secretário de Infraestrutura, Toninho Oreste, que é do seu partido. Sobre Toninho, disser um uma pessoa de “qualificação incrível”, que ajudou muito o governo e que é preciso também respeitar a opção dele. Ele se referiu a Baltazar ao ser indagado sobre o ex-secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, do PSD, que deixou o cargo para concorrer à eleição, embora em cargo ainda não confirmado.

“As pessoas acham que eu domino o PSD. Não tem nada disso. O partido é autônomo, tem três pré-candidatos lá. Temos o Alfredo, [o vereador] o Maurício Pessôa, que é meu líder de governo e o Baltazar, com quem não temos tanta relação assim. É um profissional que trabalhava no Hospital do Retiro, mas não temos tanta relação, mas o PSD tem uma coisa a discutir: eu indico o Maurício Pessôa e o Alfredo para esta pré-candidatura, respeitando muito a figura do ex-prefeito Baltazar, mas a gente não tem esta relação política para eu poder fazer qualquer tipo de indicação”.

Samuca admitiu ainda que, se já se apresentasse como pré-candidato, talvez hesitasse na tomada de medidas antipopulares no combate à pandemia, como a demissão de 700 cargos comissionados e o parcelamento dos salários do funcionalismo. “Isso impede um pouco um agente público [de tomar algumas decisões]”. (Foto: Arquivo - 08/02/2020 - Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:50 Cidades