sábado, 26 setembro 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Polícia

Preso padrasto de crianças mortas em incêndio em Paraty

Delegado diz que incêndio foi provocado por ele, por ciúmes

25/01/2020 07:50:13

O delegado de Paraty Marcelo Russo prendeu em flagrante o padrasto das três crianças que morreram no incêndio ocorrido na manhã da sexta-feira numa casa na Rua 1º de Maio, no bairro Ilha das Cobras. Segundo ele, o incêndio foi criminoso, sendo provocado pelo homem que vivia com a mãe das crianças, de 25 anos, que está hospitalizada.

A prisão do suspeito se deu após a tomada de depoimentos dele e de sete testemunhas. Ele se baseou também no laudo pericial, cuja conclusão foi de que o fogo que consumiu a residência não foi acidental, mas resultado de ação humana. Inicialmente, o padrasto alegou que não estava em casa na hora do incêndio porque havia saído para trabalhar.

De acordo com Russo, o companheiro da mãe das vítimas planejou se livrar das crianças a fim de viver só com a companheira. Em seu depoimento, ele caiu em contradições diversas vezes ao tentar criar uma versão de que o incêndio teria sido provocado por uma das vítimas, o menino de 5 anos, colocando fogo no colchão. 

O delegado disse ao FOCO REGIONAL que ainda não se sabe como o fogo foi provocado, mas ele acredita que foi justamente a partir de um colchão.  Ele ressaltou que nos depoimentos de testemunhas como a babá e a avó das crianças, foi relatado que as vítimas tinham muito medo do padrasto.

O homem foi indiciado por três homicídios qualificados –agravados por serem as vítimas menores de idade – tentativa de feminicídio e crime de incêndio em local habitado. As penas, somadas, passam de 100 anos de prisão.

No incêndio morreram Marya Alice de Almeida Santos da Conceição, de 4 anos; Cauã de Almeida Santos da Conceição, de 5, e Marya Clara de Almeida Santos, de 7 anos. Elas serão sepultadas neste sábado, em Paraty.

A mãe delas, Dara Cristina de Almeida Santos Souza, foi transferida de Paraty para o Hospital da Praia Brava, em Angra dos Reis. Ela ainda não está em condições de depor, pois foi socorrida em estado grave, após inalar muita fumaça.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:50 Cidades