sábado, 15 dezembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Prefeitura deve rever vagas para deficientes na Rua 33

06/12/2018 17:54:34

A prefeitura de Volta Redonda poderá promover mudanças nas vagas destinadas a portadores de deficiência na Rua 33, na Vila Santa Cecília. Esta semana, o estacionamento nos dois sentidos passou do lado direito para o esquerdo, junto ao canteiro central da rua, mas as vagas destinadas a este público gerou um problema: é que, para sair do carro, eles deparam com obstáculos, como arbustos e postes.

Nesta quinta-feira, funcionários das secretarias municipais de Transporte e Mobilidade Urbana (SMTU) e Políticas para Mulher, Idosos e Direitos Humanos caminharam pela via, acompanhados de dois cadeirantes, que também atuam no governo, e da presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comped), Márcia Candeias.

O grupo percorreu toda a extensão da rua e constatou a necessidade de adaptações. O coordenador municipal de Prevenção às Drogas, Ricardo Vinícius da Cunha, afirmou que algumas vagas são eficientes para o cadeirante que dirige e outras para os que estão de carona. “Uma das sugestões seria o rebaixamento dos canteiros para atender a todos”, disse, ressaltando que as calçadas da Rua 33 já são acessíveis.

Thiago Lopes da Silva, que atua no Transporte Cidadão da STMU e é membro da Copenea (Cooperadores com Necessidades Especiais e Amigos de Volta Redonda) concorda, porque alguns trechos do canteiro central já são rebaixados. “Talvez seja possível transferir algumas dessas vagas para esses locais, com a inclusão de novas faixas de pedestres”, sugeriu.

A presidente do Comped elogiou a iniciativa da prefeitura em convidá-los para avaliar a localização das vagas para pessoas com deficiência. “A medida tem como objetivo evitar que, com a mudança, o direito da pessoa com deficiência seja violado. É importante que o gestor público tenha essa sensibilidade”, disse Márcia.

O diretor de Transporte e Mobilidade Urbana da STMU, Igor Azevedo, lembrou que a região da Rua 33, incluindo as transversais, tem nove vagas exclusivas para pessoas com deficiência. “Este número é mais que o dobro do exigido por lei neste trecho, que fica em no máximo quatro vagas”, ressaltou.

O secretário de Transporte e Mobilidade Urbana de Volta Redonda, Maurício Batista, afirmou que todas as sugestões feitas por Ricardo e Thiago, que vivem o dia a dia da pessoa com deficiência, serão analisadas: “O objetivo é atender a população e garantir a mobilidade urbana para todos”.

A nova sinalização horizontal, destaca a prefeitura, quase dobrou o número de vagas na 33, que passou de 90 para 170. Na avaliação da SMTU, a mudança também melhora o fluxo do trânsito, já que os motoristas ficam impossibilitados de dar “balões” de uma mão para a outra na Rua 33. Eles agora só podem atravessar a rua para acessar as transversais.  (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

13:41 Polícia