sábado, 17 novembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Polícia

Operação prende 11 suspeitos de tráfico em Barra do Piraí

08/11/2017 16:19:08

Após quatro meses de investigações, a Polícia Civil de Barra do Piraí, com apoio de outras delegacias da região e de policiais do 10º BPM (Batalhão de Polícia Militar), deflagrou nesta quarta-feira a Operação Tiphon, visando cumprir 13 mandados de prisão preventiva e 13 de busca e apreensão contra suspeitos de tráfico de drogas na cidade. Eles seriam ligados a duas organizações criminosas do Rio de Janeiro, agindo nos bairros Gama, Boa Sorte, Areal, Caixa D´Agua Velha, Coimbra, Química, Novo México, Represa e Volta da Macumba. O balanço divulgado à tarde pelo delegado titular de Barra do Piraí, Marcello Maia, aponta que foram presos 11 alvos da ação, além de uma prisão em flagrante ter sido realizada.

Esta é a maior operação policial de combate ao tráfico de drogas já realizada na cidade pela Polícia Civil, com cerca de 40 agentes. Foram apreendidos entorpecentes, telefones celulares, armas de fogo, munições, veículos e rádio de comunicação.

Segundo o delegado, os indiciados responderão pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, podendo, se condenados, pegar penas que variam de cinco a 15 anos e três a 10 anos de prisão, respectivamente. Com as investigações, foram solicitadas 26 prisões preventivas, mas apenas 13 foram decretadas pela 2ª Vara Criminal de Barra do Piraí. Os que não tiveram a prisão determinada pela Justiça responderão a ação penal pelo mesmo crime, mas em liberdade, explicou Maia.

- A investigação teve início após uma prisão em flagrante em junho em que o preso decidiu, em seu interrogatório, colaborar com a polícia judiciária, passando nomes de alguns traficantes, modo de agir, localidade de atuação e outras informações que possibilitaram aos policiais maior compreensão da dimensão das atividades ilícitas cometidas pelos membros de uma facção criminosa, perpetrada através do terror e violência em nossa cidade –  afirmou o delegado.

Os mandados de prisão cumpridos foram contra André de Oliveira Cordeiro (que já estava preso), Difarlei Máximo, Renato Gama Coutinho, o “Maca”; Marlon Barbosa do Espírito Santo; Glauco dos Santos Mattos, o “Nena” (outro que já se encontrava preso); Patrick Thiago de Souza Gama, o “PTK”;  Glauber dos Santos Mattos, o “Glaubinho”;  Leone Gonçalves Moreira;  Ronielison Pinheiro Abraão, o “Frajola”; Uélison Tavares da Silva, o “Pit”, e Vera Lúcia Goulart Pereira.

O preso em flagrante é Benito Barros Meireles. Na casa dele, onde os agentes foram cumprir mandados de busca e apreensão, foram encontradas duas armas de fogo, uma espingarda e um revólver calibre 38 municiado, com numeração suprimida, que seria de propriedade de Frajola, além de um rádio de comunicação e uma quantidade de maconha ainda não determinada.

O delegado Maia informou que são considerados foragidos Vanderlei Silva de Almeida Pereira, o “Delei”, e Ruan de Almeida Vasco, o “Bob Rum”, que fugiu da cidade.

- Não podemos deixar que as comunidades mais carentes de Barra do Piraí virem uma Rocinha, um Complexo do Alemão, um Muquiço, ou mesmo uma Maré – acrescentou Maia, citando comunidades do Rio de Janeiro dominadas pelo tráfico.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

23:46 Polícia