sexta-feira, 23 junho 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Nova diretoria tenta evitar fechamento da Apae-VR

04/01/2017 16:39:13

O principal desafio da nova diretoria da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae-VR), é manter a instituição aberta, funcionando. A entidade passa por uma crise financeira grave, podendo fechar as portas e deixar de atender a mais de 350 famílias. A instituição tem 60 anos e tem sido referência para o acompanhamento de portadores de deficiência intelectual em Volta Redonda. A sede fica no bairro Sessenta.

Mário Vitor Lopes Neto, empresário de 56 anos, assumiu a presidência da entidade nesta segunda-feira, mas vem trabalhando como voluntário para buscar melhorias para a instituição bem antes. Ele conseguiu parcerias com a iniciativa privada e também com profissionais autônomos para buscar uma saída para manter a Apae-VR funcionando. Entre os trabalhos que já foram realizados, está a revitalização do imóvel e das dependências da entidade, como capina dos jardins e pequenos reparos de equipamentos, mas, segundo ele, o desafio é muito maior.
“Temos uma folha de pagamento que precisa ser paga, porque trabalhamos com uma equipe multidisciplinar para que os nossos assistidos possam receber o melhor acompanhamento e tratamento. Além disso, precisamos de coisas básicas também para manter a instituição funcionando, desde material de escritório à alimentação”, comentou.
De acordo com Mário Vitor, algumas empresas já abraçaram a causa e estão contribuindo como podem para que os trabalhos não parem. A expectativa é que, quando os assistidos retornem após as férias, a instituição já esteja de cara nova. “Estamos trabalhando sem descanso para oferecer um serviço de qualidade, que os surpreendam, mas precisamos de muito mais apoio. O trabalho aqui é muito bonito e muito importante para centenas de famílias, que dependem da Apae, para ajudar na formação e acompanhamento de seus filhos. Espero conseguir não só equilibrar as contas, mas como torná-la produtiva, incentivando o empreendedorismo nessas famílias e tornar a associação autossustentável”, explicou o novo presidente.

Mário Vitor disse ainda que já tem muitos projetos que para serem colocados em prática dependem de parceria com o setor privado e também como público. “Temos projetos prontos e outras ideias surgindo, mas para que eles saiam do papel, precisamos muito da ajuda de pessoas físicas, profissionais liberais, empresas e dos governos. A entidade não tem fins lucrativos e se fechar será uma perda muito grande para a cidade. Temos a certeza que isso não vai acontecer, porque desde a minha decisão de ajudar e me tornar presidente, já temos tido bastante adesão de pessoas comprometidas com a causa e só tenho a agradecer”, acrescentou.

Para saber mais sobre a Apae-VR acesse www.voltaredonda.apaebrasil.org.br

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

21:28 Política