sexta-feira, 10 abril 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Neném entra com ações contra Paulinho do Raio-X e Samuca

20/03/2020 15:48:54

O presidente da Câmara de Volta Redonda, vereador Neném (PSB), ingressou com ações no Tribunal de Justiça do Rio contra o prefeito Samuca Silva e o vereador Paulinho do Raio-X – atualmente afastado do legislativo por ordem judicial – no caso da suposta tentativa de extorsão contra o chefe do Executivo. Paulinho foi preso em flagrante quando, segundo a Polícia Civil e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, estaria tentando obter recursos financeiros para travar futuros processos de impeachment contra Samuca na Câmara.

Contra Paulinho, o presidente do Legislativo entrou com uma interpelação criminal, pois o parlamentar teria dito ao prefeito que, mediante a pagamento de R$ 325 mil, conseguiria apoio de outros dois vereadores – Neném e Carlinhos Santana – para barrar processos de cassação.

Na ação, Neném requer que Paulinho do Raio-X seja chamado para esclarecer se, de fato, citou seu nome e que apresente provas de que estaria mesmo envolvido no caso. “Caso o requerido (Paulinho) afirme que são procedentes as alegações feitas pelo prefeito (de extorsão com os nomes dos dois outros parlamentares), requer que o requerido  dê as devidas explicações acerca dos supostos crimes contra a honra praticados em detrimento do requerente (Neném)”, pede a ação judicial.

O advogado do presidente da Câmara, Caio Chicarino de Carvalho, disse ainda que, na ação judicial, seu cliente considera imprescindível a quebra do sigilo telefônico dele e de Paulinho, do dia 29 de fevereiro, para elucidação dos fatos.

Em relação ao prefeito, Neném ingressou com uma queixa-crime por calúnia e difamação. De acordo com o advogado, a medida foi tomada com base no depoimento dado por Samuca no inquérito policial, no qual o prefeito afirma que Paulinho, durante as supostas tratativas de extorsão, teria dito que conseguiria o apoio de Neném e Santana para barrar requerimentos de impeachment. “O presidente da Câmara tomou conhecimento da citação de seu nome quando teve acesso ao depoimento do prefeito”, disse Caio.

Segundo ele, o presidente da Câmara assegura não ter acontecido uma ligação telefônica dele para o prefeito, para tratar de um requerimento, que Samuca afirmou ter interpretado como um indício de seu envolvimento no caso. Neste caso, também, Neném coloca à disposição da Justiça a quebra de seu sigilo telefônico.

VÍDEO – Nesta sexta-feira, pela manhã, Paulinho do Raio-X, que foi solto mediante um habeas corpus concedido pelo Tribunal de Justiça um dia depois de ser preso, apareceu em uma rede social, num vídeo no qual afirma que, além de estar bem, não vai se manifestar sobre a acusação de extorsão feita contra ele por ordem de seu advogado.

Paulinho foi preso no dia 7 deste mês, numa sala do Pontual Shopping, na Vila Santa Cecília, onde se encontrou com Samuca para supostamente receber valores da propina que estaria exigindo para barrar requerimentos de impeachment contra o prefeito na Câmara. Samuca foi o autor da denúncia ao Ministério Público, que o orientou sobre como agir, resultando na prisão em flagrante do vereador. (Foto: Arquivo)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:54 Esporte