quarta-feira, 20 setembro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

MPF contesta obras do Minha Casa Minha Vida em Barra do Piraí

Caixa recorre para não ter de provar se construção afeta área de preservação

21/08/2017 16:29:07

O Ministério Público Federal (MPF) pediu que a Caixa Econômica Federal seja obrigada a provar se as obras que financia do projeto Minha Casa Minha Vida, em Barra do Piraí, respeitam a legislação ambiental. A construção de 600 unidades habitacionais tinha sido paralisada pela Justiça para não afetar área de preservação permanente, mas o Tribunal Regional Federal da 2a Região (TRF2) permitiu a retomada da construção.

A Caixa contestou a interpretação da 1ª Vara Federal em Barra do Piraí de que cabe a ela e outros réus o ônus da prova sobre a legalidade da construção. Na manifestação para o tribunal, o MPF defendeu a inversão do ônus da prova, pois a demanda trata de questão ambiental. O município, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a construtora responsável pelo projeto também são réus na ação.

Para o MPF, os estudos técnicos não foram suficientes para atestar a proteção ambiental e verificar se há nascentes de água subterrânea no terreno, no Vale do Ipiranga. O Inea emitiu licenças ambientais simplificadas, mas seu Serviço de Outorga de Recursos Hídricos reconheceu a insuficiência dos estudos. O laudo do serviço sobre a existência de nascentes foi inconclusivo, segundo o MPF, sugerindo alternativas para monitorar o afloramento de águas subterrâneas.

“É de suma importância que o potencial poluidor demonstre que a implantação de sua atividade econômica não acarretará degradação significativa ao meio ambiente, sobretudo considerando-se que a responsabilidade ambiental é objetiva, de acordo com a Lei da Política Nacional do Meio Ambiente”, afirmou o procurador regional da República Carlos Xavier, autor da manifestação sobre o agravo da Caixa.

 

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:07 Economia