quarta-feira, 24 maio 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Estado

Líder da maior milícia do Rio é morto pela polícia

Carlinhos Três Pontes levou tiro de delegado ao se atracar com outro, resistindo à prisão

21/04/2017 11:21:05

Líder da maior milícia do estado do Rio (Liga da Justiça), Carlos Alexandre da Silva Braga, o Carlinhos Três Pontes, de 32 anos, foi morto na madrugada desta sexta-feira, em Paciência, no Rio, durante operação do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE). O miliciano foi encontrado pelos agentes, por volta das 4h30min, na casa de uma das suas mulheres. Segundo o coordenador do DGPE, Marcelo Martins, ele resistiu à prisão e chegou a lutar com um dos delegados:

- Os policiais cercaram a casa, mas ele não se entregou. Entrou em luta corporal com o delegado Thiago Dorigos, (da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas). E o Salvadoretti (delegado Fabio Salvadoretti, da Divisão de Homicídios) atirou – afirmou Mrcelo.

Carlinhos Três Pontes levou um tiro de fuzil no tórax. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiu. Ele estava com a prisão decretada pela Justiça

Com o criminoso, foram apreendidos uma pistola, um fuzil AK-47 e um revólver.

Carlinhos Três Pontes seria o responsável por três mortes na Baixada Fluminense: a do vereador Luciano DJ (PCdoB), em 2015, e dos candidatos ao cargo de vereador Júlio Reis e Primo.

Segundo o delegado Marcelo Martins, a operação do DGPE tem como objetivo desarticular a quadrilha da Zona Oeste que está atuando juntamente com uma facção de tráfico de drogas.  (Foto: Reprodução Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:18 Cidades