quarta-feira, 23 setembro 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Nacional

Justiça manda prender 20 dos 27 vereadores de cidade mineira

MPMG investiga desvio de verbas públicas

16/12/2019 12:17:03

Vinte dos 27 vereadores de Uberlândia, no Triângulo mineiro, estão sendo lvos de mandados de prisão expedidos pela Justiça, que estão sendo cumpridos nesta segunda-feira. Todos foram denunciados pelo Ministério Público de Minas Gerais, que  investiga desvio de dinheiro  público - por meio de  verba de gabinete, contratação irregular  de empresa de segurança, de limpeza e de uma  gráfica.

O valor total do prejuízo aos cofres públicos ainda não foi divulgado. Só na gráfica, estima-se que o prejuízo gire em torno de R$ 4 milhões.

A sede da Câmara foi alvo de um mandado de busca e apreensão. Outros foram cumpridos nas casas dos vereadores que foram presos e de outros envolvidos na suspeita de corrupção.

Ao todo foram expedidos pela Justiça 40 mandados de prisão - as identidades dos demais envolvidos, além dos vereadores, não foram divulgadas – e 42 mandados de busca e apreensão.

A operação  do MPE nesta segunda-feira é o desdobramento de outra realizada em outubro deste ano, batizada de “O Poderoso Chefão”, que resultou na prisão dos vereadores Alexandre Nogueira (PSD), Juliano Modesto (suspenso do SD) e Wilson Pinheiro (PP), que permanecem afastados dos cargos. No lugar desses três vereadores, assumiram suplentes.

Segundo as informações do Ministério Público de Minas, Nogueira e Modesto são novamente alvos da operação desta segunda. Nogueira estava em liberdade, sob uso de tornozeleira, desde a última sexta-feira, data em que a Câmara de Uberlândia entrou em recesso.

Os demais denunciados são Ceará (PSC), Doca Mastroiano (PL), Dra. Flavia Carvalho (PDT), Dra. Jussara (PSB), Felipe Felps (PSB), Hélio Ferraz, Baiano (PSDB), Isac Cruz (Republicanos), Marcio Nobre (PSD), Pâmela Volp (PP), Paulo César PC (SD), Ricardo Santos (PP), Rodi (PL), Roger Dantas (Patriota), Ronaldo Alves (PSC), Silésio Miranda (PT), Vico (Sem Partido), Vilmar Resende (PSB) e Wender Marques (PSB).

Por volta das 11 horas, 18 estavam presos, entre eles o atual presidente Hélio Ferraz, o Baiano (PSDB). (Foto: Wikipedia)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

15:51 Cultura