terça-feira, 23 janeiro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Saúde

Idoso reclama de veículos que transportam pacientes de hemodiálise

24/07/2017 14:36:47

Só quem se submete ao tratamento de hemodiálise sabe o sofrimento que passam as pessoas. Mas, em Volta Redonda, a situação dos pacientes que são obrigados a se deslocar para fora da cidade em veículos cedidos pela prefeitura enfrentam um sofrimento dobrado.

São várias queixas dos usuários sobre as condições dos veículos usados pela Secretaria de Saúde com esta finalidade. “São carros com vidros trincados, vidros que não baixam ou que não sobem, sem faróis e em más condições mecânicas”, reclama Itamar José de Matos, o Zezinho, de 73 anos.

De segunda a sexta-feira, ele tem que ser levado para fazer a hemodiálise em Barra Mansa, mas nem o fato de ser o trajeto curto ameniza o incômodo pelas condições dos veículos. “Já fui num carro que havia certamente transportado peixe e o cheiro era insuportável. Cada dia é um carro diferente, mas são muitos os problemas”, relata o idoso, esperando que a queixa chegue ao conhecimento do prefeito Samuca Silva e que providências sejam tomadas.

Zezinho faz o procedimento na Casa de Saúde Santa Maria, no bairro Ano Bom, e conta que o retorno costuma ser ainda pior, quando os carros disponibilizados pela prefeitura apresentam um cheiro forte de cigarro, “o que faz aumentar a ânsia de vômito”.

- E quando reclamei com o chefe do serviço ainda fui tratado com falta de educação – indignou-se.

Ele lembra ainda que os carros não têm sequer a documentação em dia. “Já houve caso de um carro que estava levando pacientes para Barra do Piraí e que foi retido pela Polícia Rodoviária Federal porque estava com os documentos vencidos. Foi preciso os pacientes ficarem esperando outro carro para completar a viagem”.

As queixas de usuários, justiça seja feita, não começou no atual governo, mas veem se acentuando nos últimos meses. 

A Secretaria de Saúde Volta informou que os motoristas não têm autorização para fumar dentro dos veículos e que qualquer reclamação pode ser feita na ouvidoria da prefeitura pelos telefones 3339-9629 ou 3339-9628.

De acordo com a secretaria são 10 carros destinados para o transporte destes pacientes. “Temos feito de tudo para o trabalho com excelência, mas sabemos que existem algumas deficiências e estamos trabalhando para saná-las. Estamos priorizando a manutenção dos carros destinados para a viagem, essa semana já vamos ter retorno”, diz nota encaminhada ao jornal.

A prefeitura também informou que uma clínica particular que será conveniada com o município para fazer hemodiálise, instalada no Retiro, depende de resolver “pendências burocráticas” para entrar em funcionamento.

 

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:43 Polícia