quarta-feira, 21 novembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Saúde

Hospital nega boatos sobre mortes por suspeita de febre amarela

21/03/2017 09:20:49

O diretor do Hospital do Retiro, em Volta Redonda, Caio Larcher, afirmou nesta terça-feira que não há indicação, até agora, que duas mortes ocorridas desde domingo na unidade tenham sido causadas por febre amarela, conforme vem sendo propagado em redes sociais. Segundo o médico, em ambos os casos os pacientes apresentavam sintomas compatíveis com outras doenças, como a leptospirose, transmitida através da urina de rato.

Larcher informou que, no domingo, um adolescente de  17 anos, de Barra do Piraí, faleceu no hospital depois de dar entrada, já em estado grave, na última sexta-feira. “O diagnóstico inicial era de hepatite”, informou o diretor.

Nesta segunda faleceu um rapaz de 22 anos, morador da Vila Brasília, em Volta Redonda. De acordo com o diretor foram colhidos materiais para análises, ainda não sendo possível afirmar com certeza a causa das mortes, embora ele acredite em leptospirose.

- Quando se trata de uma síndrome comum a várias doenças, achamos melhor colher material e enviar para o laboratório no Rio, o que já foi feito. É preciso aguardar o resultado, que deve levar de 20 a 30 dias – declarou.

“Não é possível afirmar que haja ligação com febre amarela, conforme vem sendo propagado nas redes sociais. Em princípio, o diagnóstico é muito direcionado a leptospirose”, reforçou o diretor, pedindo cautela a quem propaga nas redes sociais que haja suspeita de febre amarela, pelo pânico que pode gerar na população.

Até agora, o único caso de febre amarela confirmado no estado do Rio de Janeiro foi em Casimiro de Abreu.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

09:48 Cidades