domingo, 12 julho 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Força-tarefa interdita dois estabelecimentos comerciais em VR

06/06/2020 14:19:52

A prefeitura de Volta Redonda realiza fiscalização diária nos estabelecimentos comerciais do município com equipes nas ruas de dia e plantões noturnos. A força-tarefa faz ronda pelos principais pontos comerciais e atende as denúncias feitas pela população por meio da Central de Atendimento Único (CAU), pelo telefone 156, ou através do aplicativo Fiscaliza VR. Na noite desta sexta-feira, dia 05, o grupo formado pela Guarda Municipal, pelas secretarias de Fazenda (SMF) e Segurança Pública (Sesp), Polícia Militar, Polícia Civil e Ministério Público, passou a contar também com o apoio da Vigilância Sanitária.

As ações de fiscalização na noite desta sexta-feira, dia 05, ficaram concentradas nos bairros Retiro e Vila Mury e, na ocasião, ficou comprovada a importância da presença dos fiscais sanitários junto à força-tarefa. Duas lanchonetes no bairro Retiro foram interditadas por não cumprirem os decretos municipais que ditam normas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus.

O coordenador de Vigilância Sanitária de Volta Redonda, Armando Alves Gusmão, explicou que sua equipe analisa diversos quesitos, como documentação, instalações, equipamentos, medidas de higiene, além de avaliar o cumprimento das normas específicas de prevenção à Covid-19. “Os dois estabelecimentos interditados não tinham documentação, não cumpriam o horário de funcionamento determinado em decreto municipal e não apresentavam condições adequadas de higiene”, falou.

A força-tarefa ainda fez uma notificação por conta da presença de consumidor sem máscara em outro estabelecimento do bairro Retiro e inibiu aglomeração na Praça Lions Clube, na Vila Mury. O diretor do Departamento de Atividades Econômicas e Sociais da Secretaria Municipal de Fazenda, Wagner Jardim Chaves, reafirmou que a participação da população é fundamental para o sucesso do trabalho do grupo. “É uma ação conjunta. As denúncias de irregularidades feitas pelos moradores ampliam o sucesso das ações da força-tarefa”, disse Wagner, lembrando que as ações seguem neste sábado (06) e domingo (07).

O prefeito Samuca Silva afirma que a atuação da força-tarefa é fundamental para a prevenção à saúde da população e pode garantir a permanência do funcionamento das atividades econômicas. “Acredito que o trabalho diário de fiscalização ajuda a manter os eixos de monitoramento dentro do limite de segurança estabelecido por conta da pandemia da Covid-19”, afirmou Samuca. “A outra parte fica por nossa conta, ficando em casa sempre que possível, usando máscara e álcool em gel, além de ter o compromisso de fazer denúncias quando observar irregularidades”, reforçou.

Os seis eixos de monitoramento condicionantes para a flexibilização das atividades econômicas são o número de casos suspeitos não aumentar em 5% por dois dias seguidos; a ocupação de leitos no CTI não ultrapassar 50%; a ocupação de leitos no Hospital de Campanha não ultrapassar 60%; além de manter o grupo de risco em isolamento social; uso de máscara obrigatório nas ruas; e a proibição de qualquer tipo de aglomeração.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:27 Cidades