domingo, 24 junho 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Estado

Fetranspor: Greve de caminhoneiros pode afetar transporte por ônibus

Estoque de de combustível das empresas não está sendo renovado

22/05/2018 18:25:10

Lm 276 da Dutra, em Barra Mansa, na tarde desta terça: Caminhões no acostamento

A Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) e o Rio Ônibus (sindicato que representa os empresários de ônibus) temem uma possível paralisação dos serviços de transportes rodoviários no Rio nesta quarta-feira. A interrupção ocorreria por conta da greve dos caminhoneiros. As duas entidades afirmam que o movimento afeta de maneira direta o abastecimento de óleo diesel das empresas de transporte público.

Em nota, a Fetranspor informou que o bloqueio montado em rodovias e terminais de distribuição de combustíveis impede a renovação dos estoques das empresas, na maioria dos casos feita todos os dias. "Apesar dos esforços que estão sendo feitos para regularizar o abastecimento, há empresas que já estão com as operações limitadas, afetando os passageiros. O racionamento de combustível é uma medida adotada em caráter emergencial até a normalização da distribuição de óleo diesel, que depende do fim das manifestações. Se isso não ocorrer brevemente, há o risco de paralisação de todas as empresas", afirma a nota da Fetranspor.

A entidade diz ainda que "a crescente oscilação do preço do óleo diesel é um fator que preocupa, também, o setor de transporte público. Nos últimos 15 meses, a variação do preço do combustível chegou próximo a 20%, o que vem pressionando os custos operacionais do setor de ônibus".

Também por meio de nota, o Rio Ônibus alertou que, devido à greve, as empresas que atuam no sistema de transporte rodoviário no município do Rio de Janeiro estão com o abastecimento de óleo diesel criticamente impactado – havendo risco iminente da falta de combustível para suas operações já a partir desta quarta-feira.

"Vale destacar que grande parte das empresas de ônibus que circulam no município do Rio utilizou os últimos estoques de combustível para operar nesta terça-feira. O sistema que serve à capital fluminense consome, em média, 764 mil litros de combustível por dia, um volume que torna complexo o abastecimento da frota neste cenário de escassez de oferta de óleo diesel", explicou o Rio Ônibus também em nota.

O Rio Ônibus consultou a Associação Nacional dos Distribuidores de Combustíveis, Lubrificantes, Logística e Conveniência (Plural), que confirmou a escassez de combustível no município do Rio.

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:40 Esporte