segunda-feira, 18 novembro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Família se queixa da demora na liberação de aluguel social

18/06/2019 17:35:09

A forte chuva que atingiu Volta Redonda no começo do mês de abril causou prejuízos a muitas famílias, que tiveram casas interditadas e perderam pertences em deslizamentos de terra e deslizamentos. Muitas tiveram que ser incluídas no aluguel social pela prefeitura, mas, passados dois meses, ainda não conseguiram receber a ajuda.

É o caso do soldador Maycon Martins Gomes da Silva, de 31 anos. Desempregado há cerca de cinco meses, ele morava de favor na casa da sogra, na Rua Santa Maria Madalena, no Jardim Belmonte, com a mulher e as duas filhas, uma de 7 e outra de 1 ano e 8 meses de idade.

Com a promessa do aluguel social, a família se mudou para uma casa na Servidão Boa Esperança, no mesmo bairro. Mas, até agora, eles não receberam a ajuda e estão passando dificuldades, já que agora o soldador tem de desembolsar R$ 600 para ter onde morar.

- Estamos com uma despesa que antes não tínhamos – disse Nayara CAROLINE Carreira Ventura Martins, de 25 anos, mulher de Maycon.

Segundo ela, o cadastro para o aluguel social foi feito na Cras (Centro de Referência em Assistência Social) do bairro. “Fizemos ficha com a promessa de que receberíamos a ajuda em 15 dias, mas até hoje não saiu. No mês passado voltamos ao Cras e assinamos um documento que, segundo nos foi dito, seria para a liberação. Continuamos aguardando”, disse Nayara.

Ainda de acordo com ela, a necessidade de pagar o aluguel apertou ainda mais a família a ponto de eles solicitarem uma cesta básica, que não conseguiram.

- Meu marido está desempregado, vivendo de “bicos”. Eu faço o que posso para ajudar, mas está muito difícil. Antes [da chuva], nós tínhamos despesas com água, luz e alimentação, mas agora estamos tendo que pagar, além disso, o aluguel da casa – explicou Nayara. Segundo ela, há outras famílias do bairro na mesma situação.

A dona de casa contou que o deslizamento que atingiu o imóvel onde ela residia a fez perder roupas e uma máquina de lavar. Mas a solidariedade dos moradores do bairro impediu uma situação pior. “Todos foram muitos solidários. Ganhamos muitas roupas e até outra máquina, graças a Deus”, disse

A Smac (Secretaria Municipal de Ação Comunitária) de Volta Redonda informou que o pagamento do aluguel social já está autorizado e será feito a partir do próximo dia 25. Segundo o órgão, “foi preciso aguardar a suplementação do orçamento, pois a demanda, por contas das chuvas, foi maior que o programado para todo o ano”.

De acordo com Smac, atualmente 271 famílias estão cadastradas no aluguel social na cidade. Antes dos temporais (foram dois em abril), 75 famílias recebiam o benefício. O número quase quadruplicou. (Foto: Arquivo – 08/04/2019)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

08:10 Polícia