quinta-feira, 21 março 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Família acusa pousada de Angra de racismo e maus tratos

Responsável por estabelecimento escreveu que local ‘nunca foi para pobres, feios, miseráveis’

28/01/2019 09:37:55

A família do professor universitário arco Antônio de Oliveira, de 53 anos, anunciou que vai registrar queixa na delegacia de Angra dos Reis, nesta segunda-feira, uma pousada da cidade por prática de racismo, furto, constrangimento ilegal e maus tratos, que ele e três parentes alegam terem sido vítimas numa. A pousada fica na Ilha da Gipóia, na Baia da Ilha Grande. A reportagem foi publicada nesta segunda pelo jornal O Dia, em sua página na internet.

À publicação, Priscila Oliveria, de 28 anos, filha de Marco Antônio, explicou ter usado as redes sociais para denunciar o caso. Segundo ela, ao postar comentários sobre a "má impressão" deixada pela pousada, Henrique de Santana – que disse e arrendatário do estabelecimento - rebateu as críticas "de forma violenta e humilhante", pelo mesmo canal.

A filha do professor aponta ainda que R$ 40 teriam sido furtados de seu namorado, dentro da pousada. No domingo, ela tentou fazer o registro policial em Niterói, mas foi aconselhada a fazer o boletim em Angra para agilizar a tramitação.

"Nunca fomos tão maltratados e humilhados. Há áudios em que Henrique diz à camareira que desconfiava de nós. Até água potável, garantida por lei, só nos serviram no café da manhã durante a estadia (entre os últimos dias 23 e 25), com diária de R$ 400", reclama na reportagem.

As postagens de Henrique foram reproduzidos por Priscila nas redes sociais e provocaram críticas de internautas. "Toma vergonha na cara e vai procurar um lugar onde seu bolso possa pagar. Aqui nunca foi pra gente da sua laia. Pobres, feios, miseráveis e mal-educados. Gipóia é pra quem tem classe, cerca elétrica, segurança 24h por dia é necessário (sic) na comunidade onde vc mora. Aqui é o Caribe Carioca, tem a proteção da Marinha do Brasil. Você não vai voltar aqui porque sua cara e de todos que vieram (família) estão estampadas nas pousadas da região por serem suspeitos...", diz uma das postagens.

Em outra: "Escolha um lugar onde seu bolso possa pagar... entre com processos, liminares e afins. Todos os esquerdistas têm essa premissa... Só não se esqueça que o Brasil de 1º de janeiro não é o mesmo do governo passado. Aqui não tem Bolsa Família. Aqui é Angra dos Reis.... vai se tratar. Pobreza e miséria são espíritos vai se libertar (sic)".

Família acusa pousada de Angra de racismo e maus tratos

CABEÇA QUENTE – Também ao jornal O Dia, o arrendatário da pousada disse que está preparando uma nota oficial. Ele admitiu ter feito as postagens, mas alegou que estava “de cabeça quente". Disse ainda que também já fez um boletim de ocorrência na delegacia local por suposta calúnia, difamação e falsa denúncia contra Priscila.

"Essa história já foi longe demais. Eu, que também sou negro e abomino o racismo, já constitui advogados para me defender. Tivemos que tirar os sites da pousada do ar, porque comecei a receber até ameaças de morte de internautas. Meu prejuízo já é gigantesco, com o cancelamento de reservas e até eventos, entre eles, dois casamentos", argumentou, garantindo que, para evitar "maiores transtornos", deu R$ 40 ao namorado da hóspede.

- Em 19 anos de atividade, a pousada nunca teve problema semelhante – argumentou. (Fotos: Arquivo pessoal / Reprodução)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

14:36 Nacional