sexta-feira, 20 julho 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Internacional

EUA dizem que tarifa ao aço do Brasil será suspensa

Pelo menos enquanto país estiver negociando, diz representante

22/03/2018 14:35:10

O representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, afirmou nesta quinta-feira, durante depoimento no Comitê de Finanças do Senado norte-americano, que as tarifas sobre aço e alumínio anunciadas pelo governo dos EUA no início do mês não serão aplicadas ao Brasil enquanto o país estiver negociando.  Lighthizer afirmou ainda que também estarão isentos das sobretaxas a União Europeia, a Austrália, a Argentina e a Coreia do Sul.

No dia 8 deste mês o presidente dos Estados Unidos Donald Trump já havia anunciado a isenção dos seus vizinhos e parceiros no bloco econômico da América do Norte, o Nafta, Canadá e México.

No dia 1º de março, Trump anunciou que iria impor tarifas de importação de 25% para aço e de 10% para alumínio. As tarifas começam a valer a partir desta sexta.

Para isenção de produtos de tarifas, indústrias americanas que importam aço, como as de eletrodomésticos e automóveis, devem entrar com pedidos no Departamento de Comércio argumentando que as sobretaxas podem encarecer o produto final e que não há substitutos nacionais em quantidade ou qualidade suficientes.

Ross disse esperar que o processo de avaliação das isenções requisitadas pelas indústrias americanas leve menos do que os 90 dias previstos. No entanto, caso o governo americano decida impor as tarifas parcialemtne ou integralmente, após o período de avaliação, as tarifas serão aplicadas de forma retroativa, informou Ross. “Estamos em contato com a agência de imigração e alfândega e haverá estabelecimento de Escrow accounts (conta garantia, depósito caução) dessas tarifas”, informou Ross.

 

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:32 Nacional