sábado, 26 maio 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Estado

Diretor da Unidos de Bangu estima prejuízo de R$ 200 mil com incêndio

Fogo destrói esculturas de escolas de samba em barracão

02/05/2018 10:27:21

O diretor de carnaval da Unidos de Bangu, Jeferson Carlos, escola de samba do Grupo A que guarda alguns materiais no barracão que pegou fogo na manhã desta quarta-feira, na Avenida Brasil, disse que algumas esculturas da agremiação foram destruídas, mas que os dois carros alegóricos ficaram intactos. Ao todo, segundo ele, 30 esculturas grandes da Unidos da Ponte e da Lins Imperial foram destruídas pelas chamas. Ele estima um prejuízo entre R$ 150 mil e R$ 200 mil.

Jeferson explicou que o material incendiado por usuários de crack foi colocado na calçada no sábado para que a Comlurb o retirasse.

- Com a desapropriação dos barracões que nós tínhamos na Binário, estamos vindo para cá para nos organizarmos melhor e ir para a Sapucaí. A gente soube que os meninos de rua puseram fogo no material que estava na calçada e deu nisso aí. A gente pede ajuda das escolas de samba do Grupo Especial e elas, graças a Deus, nos fornecem material. E nós reciclamos. O material que a gente pegou no sábado estava sendo separado, organizado. Colocamos o que não servia na calçada no sábado para que a Comlurb ou a Porto Rio retirassem - explicou o Jefferson Carlos.

Testemunhas relataram que jovens que são usuários de crack foram responsáveis pelo incêndio no barracão, que fica na esquina da Avenida Brasil com a Rua Almirante Mariath, em São Cristóvão. Segundo testemunhas, eles puseram fogo em esculturas que estavam na calçada do lado de fora do barracão com o objetivo de retirar fios de cobre para revender. Mas o fogo se alastrou e atingiu alegorias que estavam dentro do imóvel.

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

19:29 Esporte