domingo, 21 janeiro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Deley diz que não trocará voto por cargos, emendas ou ambulâncias

06/01/2018 13:47:43

O deputado federal Deley de Oliveira (PTB) voltou a criticar o tom das conversas que giram em torno das negociações entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional. No mais recente ato, lideranças governistas disseram que apenas deputados "fiéis" ao presidente Michel Temer terão direito a indicar municípios para receber ambulâncias, gabinetes odontológicos e vans para deslocamento de pacientes.

Apesar de negada pelo Ministério da Saúde, tal prática foi confirmada por parlamentares ligados ao governo federal. Um dos vice-líderes do governo na Câmara disse que o critério para liberação dos recursos será a fidelidade demonstrada pelo parlamentar ao longo do ano. O mesmo parlamentar disse que a “fidelidade” será avaliada nas questões das reformas e também da barração de denúncias contra caciques do governo.
Tal medida afetaria em cheio Deley, que votou pela investigação de todos os suspeitos de envolvimento em casos de corrupção e contra a reforma trabalhista.

- Se isso (direcionamento da liberação de recursos) se confirmar, e eu espero sinceramente que não se confirme, será o maior dos absurdos. Já falaram em barrar as emendas de quem foi contra e já acho isso um absurdo. Agora, usar a saúde como instrumento político, não dá para aceitar – disse Deley.

Deley mais uma vez garantiu que não trocará convicções por benesses que possam vir do governo. "Quero chegar em minha cidade, que tem berço operário, e em minha região, que é o polo automotivo do Estado do Rio, e andar de cabeça erguida. Entregar uma ambulância não amenizará em nada o sofrimento do trabalhador que está tendo seus direitos suprimidos”, afirmou.

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

19:54 Saúde