segunda-feira, 23 janeiro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Economia

CSN intensifica campanha de segurança no trabalho

19/12/2016 07:43:13

Num ano marcado por acidentes de trabalho – no mais grave quatro operários morreram – a CSN está realizando uma campanha de conscientização junto aos seus funcionários, que, na manhã desta segunda-feira, levou à entrada da Usina Presidente Vargas (UPV) o diretor de Siderurgia, Márcio Luis, o gerente de Segurança do Trabalho, Paulo Mileu, e integrantes da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). Com o tema “Meu comportamento seguro faz a diferença”, a campanha quer reforçar junto aos empregados que a vida está em primeiro lugar.

Além disso, a iniciativa tem por objetivo não só ressaltar a preocupação com a segurança no ambiente de trabalho, mas também em casa e no trajeto para o serviço. Márcio Lins, que assumiu o setor de siderurgia da empresa no final de junho último, afirmou que o número de acidentes este ano na UPV é inferior aos anos anteriores, mas foram  mais graves. “Estamos reforçando o compromisso da CSN com a segurança. Não tivemos um ano muito bom e precisamos reforçar a mensagem junto ao pessoal, sobretudo os mais jovens. O número de acidentes tem caído, mas este ano tivemos acidentes mais graves”, disse o diretor.

CSN intensifica campanha de segurança no trabalho

A CSN avalia, segundo Lins, que os meios modernos de comunicação utilizados atualmente desvia a atenção das pessoas, um fenômeno que ocorre mundialmente e potencializa acidentes de trabalho: “Todos sabem que a siderurgia é um ambiente arriscado. Você lida com toneladas, combustíveis, altas temperaturas. Por isso o nível de atenção no trabalho é muito importante”.

Na UPV, o uso do celular já é restrito, sendo que, em algumas áreas não é permitido sequer que o funcionário porte o aparelho: “O celular faz com que a pessoa se acostuma a fazer duas coisas ao mesmo tempo e acha que tem essa habilidade. Para nós é importante que o operário esteja concentrado naquilo que está fazendo. A gente não consegue fazer aço sem altas temperaturas, transportamos bobinas de aço que chegam a pesar 15 toneladas, o peso de um caminhão”.

A atividade realizada hoje será repetida na quarta e sexta-feira desta semana e o assunto será intensificado internamente, inclusive com a realização de cursos.

CSN intensifica campanha de segurança no trabalho

Empresa espera 2017 melhor

Além da questão da segurança, Márcio Lins comentou também as perspectivas da CSN para o ano que vem. Depois de classificar 2016 como “historicamente o ano mais difícil da siderurgia e da indústria no Brasil”, Lins prevê ao menos uma ligeira melhora para 2017, mas dependendo das ações do governo que serão tomadas.

- Estou na CSN há 40 anos e nunca tivemos uma recessão tão profunda. Geralmente as crises são de início rápida e recuperação lenta. Esta veio fazendo o Brasil recuar gradativamente, perdendo crescimento ao longo dos três últimos anos. Muitos dos nossos clientes foram fechando, reduzindo suas atividades. Hoje o mercado do aço no país está 50% abaixo do normal, o que nos forçou a apostar na exportação, mas o mundo inteiro está se protegendo, pois está sobrando aço na China, um país agressivo comercialmente porque precisa sustentar sua enorme população. Joga os preços muito abaixo, o que torna difícil a competição internacional. Temos ainda a crise da Petrobras, que veio se somar a isso. Entretanto, vemos uma perspectiva de melhora para 2017, embora gradual. Mas, pelo menos, podemos dizer que o Brasil desengatou a marcha à ré e engatou a primeira – analisou.

O diretor de Siderurgia da CSN ressaltou que a recuperação econômica vai depender de “medidas duras” para estimular a produção. “O crescimento virá desde que o governo não atrapalhe. Se conseguir emplacar as medidas que efetivamente reduzam o déficit primário – você ter que carregar menos o governo nas costas - o país volta a crescer, ter prosperidade e dar oportunidades às novas gerações, que é o que a gente precisa”.

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

16:45 Nacional