sábado, 17 novembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Economia

Contas da Light causam reclamação de consumidores

30/10/2018 17:05:07

Consumidores de Volta Redonda foram surpreendidos nos últimos dias com a emissão de contas da Light que estão chegaram com data de vencimento dentro do mês mesmo (outubro), que venceu a anterior. Além disso, leitores que entraram em contato com o FOCO REGIONAL reclamam que os valores estão entre 20% e 30% maiores do que pagaram no início de outubro, sem nenhuma justificativa da empresa.

De uma consumidora residencial o valor passou de R$ 206 (vencimento no dia 4 de outubro), para R$ 260 (vencimento nesta quarta-feira, dia 31). Uma parte deste valor, menor que R$ 10, diz respeito à taxa de iluminação pública. O restante foi aumento mesmo. A bandeira tarifária vermelha vigora há quatro meses e não justificaria o aumento.

O jornal entrou em contato com a assessoria de imprensa da concessionária, que pediu dados dos clientes para verificar o caso. Autorizado por um deles, as informações foram passadas, mas, estranhamente, a assessoria – até então sempre prestativa em responder à imprensa – informou apenas que entraria em contato diretamente com o cliente para se explicar. A assessoria sequer se prestou a informar a razão da cobrança de duas contas no mesmo mês, o que fere o Código de Defesa do Consumidor.

O fato estaria ligado à mudança do sistema de emissão de contas da Light, o que já causou o mesmo problema em outras cidades do estado atendidas pela concessionária, como o Rio de Janeiro.

Em meados do mês passado, a TV Globo mostrou uma reportagem com reclamação idêntica na capital, acrescida de outra: antes, a conta de luz era entregue pelos Correios numa carta lacrada. Agora, o funcionário da Light faz a leitura do relógio e, numa máquina, imprime a conta na hora. Alguns consumidores reclamaram que a cobrança fica aberta, com os dados do consumidor expostos.

A defensora pública Patrícia Cardoso, coordenadora do Núcleo de Defesa do Consumidor, no Rio, disse na reportagem que a exposição de informações privadas é ilegal. “Essa prática lesa os direitos à privacidade, à intimidade e o consumidor deve e pode reclamar. Dados pessoais têm muito valor e essa prática ilegal da Light está realmente causando muitos danos aos consumidores”, destacou.

Ainda segundo a defensora, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) já foi consultada sobre o fato de a empresa estar efetuando duas cobranças dentro do mesmo mês. “A Light, que á a empresa mais reclamada no estado do Rio nos últimos três anos, deve corrigir essa conduta e agir conforme a lei e a norma da regulação”, disse Patrícia, acrescentando que consumidores que continuarem a receber a conta aberta podem procurar a Defensoria Pública e a Aneel para denunciar a prática ilegal.

À TV Globo a Light respondeu, ao menos parcialmente: garantiu que os funcionários estavam sendo orientados a lacrarem a fatura. Isso passou a ser feito com uma etiqueta com o nome e a logo da empresa. Sobre o vencimento de duas contas no mesmo mês, a empresa olu não se manifestou também ou a emissora não reproduziu.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

23:46 Polícia