domingo, 15 setembro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Conselho da Igualdade Racial homenageia pessoas que combatem o racismo

29/11/2018 16:39:30

O Dia Nacional da Consciência Negra, transcorrido no último dia 20, foi lembrado em Volta Redonda com homenagens, música, dança e discursos de combate ao racismo. Em sessão solene na Câmara de Vereadores, na noite da quarta-feira, o Conselho Municipal da Igualdade Racial  homenageou com troféus pessoas que se destacaram na sociedade e entregou a Medalha Zumbi dos Palmares ao bispo da Diocese Volta Redonda-Barra do Piraí, Dom Francisco Biasin. 

Além do bispo, compuseram a mesa de autoridades, os vereadores Rosana Bergone, Rodrigo Furtado, Jari Simão e Fernando Martins, a coordenadora do Conselho da Igualdade Racial, Adelaide Afonso, o coordenador do Memorial Zumbi, Sid Soares, e a ex-deputada estadual, Inês Pandeló.

O grupo Iamidunda, do Memorial Zumbi, empolgou o público apresentando danças e músicas afro. Adelaide disse que o Conselho indicou pessoas que trabalham para combater o racismo. “Volta Redonda ainda tem muita gente a ser agraciada e, neste ano, estas pessoas homenageadas lutam para combater a discriminação racial e todos os tipos de segregação”, explicou. “Todos eles têm disposição para lutar por direitos”, afirmou em discurso.

Dom Francisco Biasin, convidado para falar pelos homenageados, disse que, por causa, da escravidão, a sociedade tem uma dívida com os negros. “Principalmente em nossa região, que é a do Vale do Café, onde a escravidão foi muito forte. Não basta pedir perdão pelos erros do passado, é preciso reparar este erro. Comprometo-me, publicamente, em somar as minhas melhores energias e meu amor para ajudar os menos favorecidos e combater o racismo”, disse ele, que convidou a mãe de santo Maria de Lourdes Barbosa, a Dona Zizinha, para subir à tribuna e fazer uma oração. 

A vereadora Rosana Bergone entregou o Troféu Lanceiros Negros a Dona Zizinha. “Ela é guerreira e construiu uma história de religiosidade. Mesmo com dificuldades, ajudou a amparar muitas pessoas. A homenagem é merecida”, disse a vereadora. “Nós, negros, sofremos discriminação, mas precisamos nos empoderar, pois somos tão capazes quanto os outros.  A cor da pele não determina capacidade. Queremos conquistar mais espaço no mercado de trabalho e evoluir sempre”, disse a vereadora.

Já o vereador Fernando Martins disse que as pessoas precisam se unir para combater intolerâncias e desigualdades. “O racismo precisa ser combatido de verdade. A desigualdade é uma doença que se alastra e que, infelizmente, não acaba”, disse ele, alertando que os negros têm poucas oportunidades no mercado de trabalho. “Me entristeceu ver que num shopping novo não há negros trabalhando”, criticou Martins, que presidiu a sessão.

Os homenageados foram Dalma de Lima Valentim (troféu Mariana Criola); Ana Carolina de Oliveira (Troféu Zumbi dos Palmares); Jaciron Silva Pereira (Troféu João Cândido); Idinete de Assis Machado (Troféu Manoel Congo); Maria de Lourdes Gonçalves Barbosa, a dona Zizinha (Troféu Lanceiros Negros) e Dom Francisco Biasin (Medalha Zumbi dos Palmares). (fotos: Divulgação)

1/6

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

13:29 Polícia