quarta-feira, 20 fevereiro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cultura

Cinestesia às Margens: Com telão, Dagaz exibe filme gratuito no Candelária

27/01/2019 10:17:40

O telão do Instituto Dagaz vai ocupar a praça do bairro Candelária, em Volta Redonda, na próxima terça-feira, dia 29. O projeto Cinestesia às Margens promete reunir cerca de 200 pessoas para a exibição gratuita do filme "5X Favela - Agora por nós mesmos", a partir das 18h30. Também será promovido um debate, sobre o assunto abordado na obra, com os espectadores. A sessão, com classificação indicativa de 14 anos, será realizada na Praça 17 de Julho, que fica na Rua Mauro Francisco. E para caracterizar ainda mais a experiência de cinema, haverá também distribuição de pipoca.

O projeto audiovisual é patrocinado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa e Lei de Incentivo à Cultura. O Cinestesia às Margens é ainda patrocinado pela Oi e tem apoio cultural do Instituto Oi Futuro. Em busca de descentralizar e democratizar o acesso à cultura, um direito que deve ser garantido a toda população, a cada sessão é escolhido um título cinematográfico (não comercial). Com foco  na abordagem social, que converse com a realidade dos espectadores de localidades periféricas, o projeto é executado em casas e espaços públicos, como praças.

- Somos um bairro de periferia e dividido. Acredite ou não, os moradores têm dificuldade de conviver com as diferenças socioculturais existentes. Um projeto como o Cinestesia pode amenizar essas diferenças, trazendo reflexões que provavelmente a maioria dos moradores não teria acesso. Contribuindo, assim, pra amenizar essa realidade e, quem sabe, até seja um ponta pé para que nossos meninos e meninas sigam caminhos distantes do tráfico, que é tão presente na nossa realidade. Esse projeto tem um poder simbólico diante do quadro político que nosso país se encontra - observou a moradora Aline Alice de Lima, professora de História.

“5X Favela - Agora por nós mesmos” é o primeiro longa metragem brasileiro totalmente concebido, escrito e realizado por jovens moradores de favelas. O  filme, de 2010, é composto por cinco histórias independentes entre si, cômicas e trágicas. A obra reflete as múltiplas faces do cotidiano dos moradores das favelas e foge dos estereótipos violentos que costumam se perpetuar na representação da vida nas comunidades. Dirigido por Manaíra Carneiro, Wagner Novais, Rodrigo Felha, Cacau Amaral, Luciano Vidigal, Cadu Barcelos e Luciana Bezerra, a duração é de 103 minutos (1h 43min).

A diretora executiva do Instituto Dagaz, Marinêz Fernandes, destaca a importância de abrir o diálogo para assuntos que muitas vezes não são refletidos pela comunidade. “Os filmes dão suporte para introduzir questões como o preconceito, por exemplo. De repente, quem nunca quis falar sobre o assunto consegue se expressar, a partir da exibição e do diálogo posterior. Analisar a obra é importante também para auxiliar a interpretação e abre espaço para discutir visões sob ângulos diferentes. Instigar a criticidade é outra vertente necessária, que temos também como meta, para que a cidadania seja exercida por todos. Muito se aprende por meio da cultura”, ressalta.

- Essa é a primeira sessão do ano com o telão e estamos muito felizes pela oportunidade que vamos promover aos moradores do bairro Candelária. Toda essa mobilização nos mostra que estamos no caminho certo para a democratização de direitos para todos e cada exibição nos traz uma reflexão diferente. Esse projeto não é apenas uma ferramenta de entretenimento, mas sim de transformação social em nossa sociedade - explica o coordenador Natã Teixeira Amorim.

E para estampar os produtos relacionados ao projeto, o Instituto Dagaz carrega outra marca que já corre mundo afora. Artista Visual e profissional de Comunicação e Marketing, Anderson de Souza foi o profissional escolhido para ser difundido pela ONG, através de sua ilustração no conceito artístico do projeto. Com trabalho focado em artes urbanas, ele tem sua marca registrada pelos muros de Volta Redonda e é parceiro de longa data do Dagaz.

A agenda segue aberta para sessões do Cinestesia às Margens e o contato deve ser feito previamente pelo telefone (24) 3071-2798, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. As exibições podem ser feitas tanto em residências quanto em locais públicos, como praças. Outras informações também podem ser obtidas pelo e-mail: institutodagaz@hotmail.com e novidades podem ser conferidas no Facebook e Instagram: @institutodagaz.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:09 Polícia