terça-feira, 04 agosto 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Cidadania quer cancelar sessão que aprovou contas de Drable

15/07/2020 17:18:06

Um dia após o afastamento do prefeito Rodrigo Drable pela Justiça, assim como dois vereadores – Paulo Chuchu, presidente da Câmara, e Zélio Show, os parlamentares do Cidadania, maior bancada no Legislativo de Barra Mansa, entraram com pedidos para serem analisados não só pela Casa como também pela Justiça. Em um deles o partido – que tem quatro vereadores – pede o cancelamento da sessão do dia 12 de maio, que aprovou as contas do prefeito 14 votos a 5. A recomendação do TCE (Tribunal de Contas do Estado) era pela rejeição.

A denúncia foi iniciada pelo vereador Gilmar Lelis, que registrou em vídeo uma suposta tentativa de suborno de R$ 30 mil por seu apoio na aprovação das contas de 2018 e ajuda em sua campanha de reeleição.

Além disso, através do vice-presidente, Claudio Marques Laureano, o partido entrou com requerimento de cassação do prefeito. O documento foi feito pelo partido, pois, se fosse assinado por algum vereador, o autor teria que ceder a cadeira ao suplente na votação, conforme prevê o Regimento Interno.

Segundo o presidente do Cidadania em Barra Mansa, vereador Thiago Valério, é “no mínimo coerente” pedir o cancelamento da sessão que aprovou as contas de Drable após a investigação aberta pelo Ministério Público e a Polícia Civil que resultou na operação da terça-feira (14) na cidade, com o cumprimento de 11 mandados de busca e apreensão, além do afastamento dos suspeitos de seus respectivos cargos.

“Além disso, solicitamos, os quatro vereadores, via Justiça, o pedido de cancelamento da sessão, através de um mandado de segurança”, disse Valério.

Os demais vereadores que assinam o pedido são Gilmar Lelis, Mauro Sabino e Marcell Castro. Eles pedem ainda o cumprimento do Regimento Interno para a realização de sessões já marcadas. Nesta semana, as sessões aconteceriam nesta quarta, quinta e sexta-feira, mas foram canceladas em virtude da operação envolvendo também os parlamentares.

“Diante desse momento que vivemos, a cidade não pode ter suas sessões suspensas, não podemos parar nosso trabalho. Até porque a Professora Fátima precisa tomar posse, como também prevê o regimento”, diz Marcell Castro, embora a prefeitura tenha informado que a vice já está no exercício do cargo de prefeito.

Mauro Sabino falou também sobre o requerimento para a criação de uma comissão processante para a cassação de Drable. “Como o prefeito já está afastado pela Justiça, apenas um pedido de impeachment já poderia ser analisado, mas também queremos uma comissão processante para investigar os fatos. É nossa obrigação legislar e fiscalizar”, argumenta.

Autor da denúncia que levou à ação do Ministério Público, Gilmar Lelis comentou a afirmação do prefeito afastado de que ele seria alvo de um grupo de oposição. Segundo Lelis, trata-se de um “argumento vazio, diante de todas as provas apresentadas”, se referindo aos vídeos em poder do MPRJ e da Polícia Civil.

“O que faço há muito tempo é fiscalizar o Executivo. Não iria me corromper como queriam e tinha que fazer a coisa certa, denunciar às autoridades competentes. O que aconteceu depois foi uma investigação policial, em que não tive mais alçada. Chegou uma nova era, não dá para imaginar que se pode oferecer dinheiro para uma pessoa e sair ileso disso, porque é ilegal”, justifica o vereador.

Thiago Valério também lembrou que o grupo de oposição não tem ingerência no Ministério Público ou na Coordenadoria de Investigação de Agentes com Foro (Ciaf). “A ação do Gilmar na polícia não foi política, foi controlada, porque o único papel dele foi denunciar ao MP. O que aconteceu depois foi fruto de uma investigação de dois meses”.  (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

16:33 Educação